17

10 dicas eficazes para converter sua tese em um livro

Um estudante de doutorado passa anos trabalhando em sua tese. Geralmente, sua pesquisa é publicada em forma de artigos em periódicos. No entanto, em alguns casos, ela pode ser publicada no formato de um livro. O livro dá espaço para que você discuta detalhes, conexões e ramificações de uma forma que não é possível em um artigo. la deve ser considerada como a base para um projeto completamente novo, escrito com o propósito de alcançar um público diferente.

Mas qual é a diferença entre a escrita de uma tese e a de um livro? O conteúdo da tese, assim como seu formato e linguagem, é voltado para a comunidade acadêmica. O livro terá um público mais amplo, com leitores que apenas querem saber o que você descobriu e o que pensa sobre isso, sem se importarem com o quão completa foi sua pesquisa ou quantos textos foram consultados. Enquanto a tese é um relatório das suas atividades durante o doutorado, o livro precisa contar uma história que prenda a atenção do leitor. É importante lembrar que os examinadores da sua tese lerão sua história independentemente do estilo de escrita, mas os leitores não serão obrigados a ler o seu livro. Também é importante ponderar se a sua tese tem escopo para alcançar um público mais amplo. Ou seja, se o tema é relevante para o mundo genérico além do mundo acadêmico.

Se você está planejando se aventurar na escrita de um livro, mantenha os seguintes fatores em mente:

  • Identifique seu objetivo

um livro tem um propósito diferente de uma tese. A tese demonstra o seu domínio sobre o tema da sua pesquisa. Para o livro, é importante que você identifique o “coração da história” a ser contada. Pergunte-se “Qual é o aspecto da tese que quero explorar? Qual é o resultado cujas implicações pretendo discutir de forma mais ampla?”. Você deve decidir quais são as questões ou temas mais interessantes ou importantes e se concentrar neles. Informações periféricas como antecedentes históricos, pesquisa da literatura anterior e metodologia devem ser descartadas. Quando mantidas, devem ser mencionadas no texto principal de forma resumida.

  • Identifique seu público-alvo

a audiência da sua tese é composta principalmente pela banca avaliadora, enquanto a do livro é mais ampla. Pergunte a si mesmo quem seria o seu público e por que se interessariam na sua pesquisa. Ele pode incluir pesquisadores, profissionais da área, decisores políticos, educadores ou a população em geral. A maioria dos seus leitores estará menos familiarizada com o assunto e se interessará mais no assunto como um todo do que nos detalhes metodológicos. Para tornar sua pesquisa acessível a eles, pode ser necessário reconfigurar sua tese.

  • Reorganize a estrutura do texto

a estrutura de um livro será diferente da de uma tese. Lembre-se que agora você está escrevendo para leitores em geral e não especialistas, e é necessário entender o que pode atrair e reter sua atenção. Ao escrever para o leitor em geral, você deve apresentar imediatamente os aspectos mais interessantes, intrigantes ou incomuns da obra. No jornalismo, a regra geral para qualquer história é “prender a atenção do leitor” no primeiro parágrafo. Uma pesquisa começa com uma pergunta, mas um livro começa com uma resposta. As partes mais interessantes, surpreendentes ou incomuns da história ou argumento devem vir primeiro para atrair o interesse do leitor. Você pode voltar mais tarde para fornecer o contexto e a interpretação necessários.

  • Escolha uma editora apropriada

comece selecionando uma editora que seja adequada para o seu objetivo e público-alvo. Tente olhar para a sua própria estante: onde outros autores publicaram sobre temas similares? Considere entrar em contato com os editores para saber se a sua ideia será de interesse para publicação. Um cuidado necessário é buscar por editoras sérias, não uma fábrica de publicação de teses desonesta. O Thesis Whisperer comenta que “você pode perceber se a editora é real porque eles solicitarão uma proposta de livro adequada”. Isso quer dizer que uma editora legítima solicitará uma proposta.

  • Proposta de livro

o próximo passo é submeter uma proposta a ser considerada pela editora, o que frequentemente envolve um processo de revisão por pares. Pense na sua proposta como um pitch que demonstra o valor do livro em termos de conteúdo e seu valor como especialista no assunto. As propostas geralmente são documentos curtos que abordam: (1) resumo do tema principal; (2) resumo de um parágrafo de cada capítulo; (3) cronograma de execução para a conclusão do manuscrito; (4) descrição do público-alvo e evidência de nicho de mercado para o livro; (5) livros publicados na mesma área. Você pode submeter uma proposta a mais de uma editora. Após conseguir um contrato de livro, comprometa-se com esta e interrompa as negociações com as outras editoras.

Principais dicas para converter sua tese em um livro:

1. Remova a configuração acadêmica

os examinadores da tese esperam que você explique o que pretende fazer e como planeja colocar seu plano em ação. Então, só após ter concluído o seu plano, você deve reafirmar ou resumir seus métodos, descobertas e conclusões. Em um livro, o planejamento e metodologia são itens supérfluos. Eles atrapalham o leitor, tornam o texto repetitivo e mascaram o impacto do assunto real.

2. Tenha cuidado com a narrativa

em uma tese, uma voz em terceira pessoa demonstra a compreensão do assunto, referenciando outros trabalhos sempre que aplicável. Já em um livro, você precisará ser mais interativo com o público. Afaste-se do estilo acadêmico impessoal e não utilize jargões. Dê uma visão da história em primeira pessoa, dirigindo sua escrita o mais diretamente possível ao leitor não especialista.

3. Inclua estudos interdisciplinares

o escopo do livro é muito mais amplo do que o de uma tese. Adicione outros tipos de conteúdo que estão relacionados ao tema principal. A formação de camadas de conhecimento a respeito do tema evita discussões unidirecionais que podem entediar os leitores.

4. Desenvolva o argumento de forma adequada

Uma tese é escrita dentro de diretrizes rígidas, como resumo, introdução, revisão de literatura, metodologia, resultados, discussão e conclusão. Mas um livro precisa ter uma história. Os primeiros capítulos da sua história devem mostrar de forma interessante um contexto, uma história. Lentamente, os capítulos desdobram camadas e os leitores descobrem coisas novas junto com você. Basicamente, um livro tem que ter algo a ser descoberto.

5. Inclua estudos de casos

estudos de caso ou histórias reais sempre inspiram e intrigam os leitores. Um livro baseado em sua tese não pode ter uma narrativa ficcional, mas você sempre pode torná-lo mais interessante usando referências humanas e suas histórias.

6. Evite termos técnicos

um leitor de livros pode ser qualquer pessoa, inclusive alguém que não está inserido no seu campo de estudo. A linguagem que você usa deve ser acessível e compreensível para todos. Portanto, evite termos muito científicos ou técnicos ao escrever um livro. Palavras-chave específicas podem confundir os leitores e definitivamente você não quer que seu público se sinta como se estivesse lendo um dicionário metodológico.

7. Evite repetições

pense no que pode ser trazido de novo ao contexto do seu trabalho. Uma tese pode ter várias partes abordando o mesmo tema, como parágrafos do resumo repetidos no corpo da introdução, mas em um livro você não pode dizer o mesmo em dois ou mais parágrafos.

8. Seja criativo

use o pensamento lógico, mas de forma mais criativa. Tente ampliar sua visão libertando-se de estar tecnicamente correto; tente usar motivações pessoais em análises das situações.

9. Reduza o aparato acadêmico

a maioria das teses tem um número enorme de notas de rodapé e uma bibliografia exaustiva. Para o livro, você precisa excluir ou condensar suas notas e reduzir sua bibliografia a um tamanho razoável. Mantenha apenas o que será genuinamente útil para um leitor comum. Quaisquer notas discursivas ou explicativas devem ser incorporadas de volta ao texto ou excluídas por completo.

10. Use Bibliografia e não Referências

um livro pode ser inspirado em muitas obras, mesmo que nem todas sejam citadas diretamente no trabalho. Assim, livros de autores que você leu, mas não utilizou o conteúdo no texto, podem ser listados na Bibliografia, o que não costuma ser feito em Referências de teses.

Você já publicou sua tese em forma de livro e tem algum conselho? Compartilhe sua experiência nos comentários!

Leave a Reply

avatar
  Subscribe  
Notify of
X

Inscreva-se para ler mais

Inscreva-se gratuitamente para obter acesso completo a todos os nossos recursos em pesquisa escrita e publicação acadêmica, incluindo:

  • 2000+ artigos de blogs
  • 50+ Webinars
  • 10+ Podcasts especializados
  • 50+ Infográficos
  • Fórum Q&A
  • 10+ eBooks
  • 10+ Checklists
  • Guias de Pesquisas
[i]
[i]
[i]
[i]