17

Legendas ou notas de rodapé? Um guia rápido sobre como organizar seu trabalho de pesquisa

Na escrita acadêmica, notas de rodapé, notas de fim de texto e legendas fornecem informações adicionais sobre um tópico específico. Elas são colocadas no documento como um complemento ao texto principal. Essas anotações podem ser inseridas no documento como um rodapé ou no final de um capítulo.

Deve-se manter as notas tão breves quanto possível. O objetivo é fornecer mais informações sem distrair o leitor. Aqui discutimos os diferentes tipos de anotações, como usá-las e seus prós e contras.

Quais são e por que usá-las?

Notas de rodapé

Uma nota de rodapé é uma referência colocada na parte inferior de uma página ou no rodapé. Ao escrever seu trabalho de pesquisa, você pode usar uma nota de rodapé para citar fontes de fatos ou citações. Notas de rodapé são referenciadas no texto da mesma maneira que uma citação. Ou seja, o texto referenciado é seguido por um numeral sobrescrito, que corresponde à nota de rodapé numerada na parte inferior da página.

Os dois tipos de notas de rodapé são:

  • De conteúdo: Suplementa ou simplifica informações substantivas; não detalhado.
  • Permissão de direitos autorais: Cita o texto mencionado e qualquer material reimpresso usado no texto.

 

O formato das notas de rodapé é razoavelmente padronizado (veja abaixo as regras específicas) e é o mesmo usado para as referências, como segue:

Adrian Johns. A natureza do livro: Impressão e Produção de Conhecimento (Chicago: University of Chicago Press, 1998), 623.

Ao citar novamente a mesma referência, a nota de rodapé pode ser reduzida da seguinte maneira:

Johns. Natureza do livro, 384–85.

Alguns periódicos antigos usam “ibid” em vez de uma versão abreviada da referência. “Ibid” é a abreviação do latim ibidem, que significa “no mesmo lugar”. Este formato era usado antigamente na maioria dos textos impressos, mas é raramente usado agora.

Notas de fim de texto

As notas de fim de texto são muito parecidas com as notas de rodapé, exceto pelo fato de que elas são colocadas no final do seu trabalho de pesquisa, e não no final de uma página. Nos livros, elas podem ser colocadas depois de cada capítulo ou no final do livro.

Em muitos casos, o editor do livro decide o melhor posicionamento. Notas de fim de texto, assim como notas de rodapé, são numeradas em sobrescrito. O formato é o mesmo que para as notas de rodapé.

Preâmbulos e legendas

Os preâmbulos são usados como introduções em documentos legais ou como resumos do texto que os segue. Na escrita acadêmica, os preâmbulos são breves notas explicativas incluídas em tabelas e figuras. Eles são colocados logo abaixo do título da tabela ou figura e digitados em um tamanho de fonte menor que o do texto principal (por exemplo, fonte de 8 ou 10 pontos). Já as legendas são colocadas logo abaixo da tabela ou figura, também usam uma fonte menor e são usadas para definir as abreviaturas utilizadas, unidades de medida, significados, etc. Como as tabelas e figuras devem ser capazes de serem entendidas sem o texto principal, as legendas devem sempre ser usadas.

Formato para notas de rodapé, notas de fim de texto, preâmbulos e legendas

Embora o formato das notas de rodapé e notas de fim de texto seja quase igual, pode haver regras específicas do periódico ao qual o artigo é submetido. A maioria das revistas científicas usa formatos de referência específicos; no entanto, alguns guias de estilo não permitem notas de rodapé nem notas de fim de texto.

Por exemplo, a Modern Language Association (MLA), que lida especificamente com disciplinas nas Ciências Humanas, permite o uso limitado de notas de rodapé para dar ao leitor fontes adicionais onde obter mais informações sobre o assunto abordado. O estilo da MLA para essas notas é mostrado no exemplo abaixo e o número corresponde ao número sobrescrito indicado no texto referenciado:

Veja [nome do autor], especialmente os capítulos 3 e 4, para uma análise perspicaz dessa tendência.

A MLA sugere o uso de notas de rodapé “de conteúdo” como uma maneira de evitar a interrupção do texto com uma explicação ou outros detalhes.

Em contraste, o guia de estilo da American Psychological Association (APA), usado em Ciências Comportamentais e Sociais, geralmente não permite notas de rodapé. As diretrizes de estilo específicas da revista determinarão como fornecer essas informações.

Um terceiro guia de estilo, o da American Medical Association (AMA), é usado principalmente em artigos nas Ciências Biológicas e em Medicina. O guia da AMA também desencoraja o uso de notas de rodapé, mas permite que elas sejam exibidas na página de título. As informações na página de título incluem os nomes e afiliações dos autores, o autor correspondente, os membros de grupos afiliados, etc.

Prós e contras de notas de fim de texto e de rodapé

Artigos científicos geralmente não incluem notas de rodapé. Notas de fim de texto podem ser usadas às vezes, mas com moderação. Outras disciplinas, como Direito e História, ainda as usam regularmente. Há prós e contras para ambos.

A vantagem de usar notas de rodapé é que elas fornecem ao leitor uma referência rápida e um link para informações adicionais. Eles são fáceis de inserir e são impressas automaticamente. A vantagem de usar notas de fim de texto em vez de notas de rodapé é que o posicionamento delas produz menos distração. Eles também fornecem ao leitor uma lista fácil de referências em um só lugar.

De acordo com o Manual de Estilo de Chicago (CMOS), as notas de fim de texto são preferíveis às notas de rodapé, simplesmente porque não congestionam uma página. Porém, o CMOS também adverte que pode ser desconcertante para um leitor ver páginas de anotações no final de um capítulo ou livro; portanto, use-as com moderação.

Mais uma vez, outra desvantagem das notas de rodapé é que elas tendem a interromper o fluxo do texto. O leitor pode sentir que deve parar e olhar a nota antes de prosseguir, o que pode ser muito perturbador. Algumas desvantagens das notas de fim de texto são que o leitor deve virar as páginas até o final do texto ou capítulo para encontrar as informações adicionais. Em livros com vários capítulos, isso pode ser entediante, especialmente se as notas de fim de texto forem renumeradas do início a cada capítulo.

Quanto aos preâmbulos e legendas, não há realmente nenhuma desvantagem em usá-los em tabelas e figuras. Eles oferecem ao leitor informações úteis prontamente disponíveis à medida que leem os dados ou interpretam uma figura.

Resumindo

O estilo que você utiliza ao escrever seu artigo dependerá, em última análise, das diretrizes da revista. Preste muita atenção aos protocolos da revista para citações e referências e se são permitidas notas de rodapé e notas de fim de texto. Se forem permitidas, esteja atento às desvantagens de ambas e considere limitá-las ou eliminá-las completamente.

Leave a Reply

avatar
  Subscribe  
Notify of