Grupo de redação científica e os Benefícios ao Pesquisador

grupo_de_estudosAinda que alguns pareçam ter nascido com o talento para a escrita, isso pode não ser verdade para a maioria. E quando o assunto é redigir artigos científicos, sabe-se muito bem que uma senteça mal interpretada pode ser crucial para a sua credibilidade.

Por isso, nada melhor do que contar com o apoio de um grupo, formado por pessoas com os mesmos objetivos e desafios que você, para alertá-lo e sugerir novos métodos de abordagem.

Além disso, possivelmente, algumas de suas dúvidas já foram enfrentadas e resolvidas por outros membros do grupo. E a solução, dessa forma, poderá aparecer durante a reunião.

Ainda não está convencido? Então, veja a seguir mais alguns benefícios que um grupo de redação científica pode trazer para você:

  • Feedback na hora certa: não há mais necessidade de aguardar um longo período por um feedback. Com o seu grupo de redação, você terá hora e lugar para tirar dúvidas e ouvir opiniões.
  • Compreensão imediata do que é preciso mudar: você ouvirá a verdade sobre a qualidade do seu artigo e em que você precisa melhorar. Ou seja, receberá um retorno acurado, honesto e direto.
  • Identificação de novas ideias: ao discutir o seu artigo, você poderá não apenas melhorar sua redação, mas descobrir pontos de sua pesquisa que precisam ser melhor explorados.
  • E mais: participar de grupos é uma ótima forma de ampliar sua rede de relacionamento, facilitando o seu contato com outros cientistas e pesquisadores.

Como criar o seu grupo de redação científica

Grupos de redação científica ainda não são uma prática muito difundida no Brasil. Por isso, se a sua universidade ou instituto de pesquisa não conta com algo do tipo, tome a iniciativa e crie um grupo você mesmo. Com certeza, há muitos outros pesquisadores que gostariam de ter esse tipo de suporte.

Se preciso, você pode ainda tentar contar com a ajuda da instituição à qual você pertence, seja para a liberação de espaço físico, ou para a contratação de um experiente escritor científico que atuará como tutor do grupo. Mas, nada impede que o grupo seja criado de forma independente pelos próprios pesquisadores. E as reuniões podem, inclusive, serem virtuais, caso espaço físico ou deslocamento sejam um problema.

Dicas para fazer seu grupo de redação científica ser eficiente

Com certeza, tudo funciona muito bem na teoria. Mas é na prática que verificamos a validade de certas experiências.

Quando se trata de grupos de redação científica, isso não é diferente. Você terá que criar e manter regras claras, para que cada pessoa entenda o que deve e não deverá fazer, como, quando e o porquê. Assim, precisam ser definidos, preferencialmente por escrito:

  • O número máximo de participantes: este pode ser flexível, mas o ideal é que o grupo tenha um máximo de 5 integrantes. Isso evitará que as reuniões tornem-se muito longas e improdutivas.
  • As áreas de estudo: neste quesito, o grupo tanto pode decidir por uma única área ou por mais de uma, mas isso deve estar bem claro e delimitado.  Serão aceitos artigos de Biologia em geral, ou apenas Microbiologia? Ou Microbiologia Bacteriana? E assim por diante.
  • Qualidade dos artigos submetidos: Em que momento o artigo poderá ser submetido para revisão? Após o feedback de todos os integrantes? Quantas rodadas de feedback serão necessárias?
  • O método de feedback: É essencial que todos saibam como e quando devem opinar sobre os textos apresentados. Isso evita descortesia e retornos atrasados, vazios ou irrelevantes. O mesmo vale para questões relacionadas a sigilo e confidencialidade.
  • Prazos e horários: Deixe claro que pontualidade é essencial, e que é mandatório respeitar prazos de entrega de textos para revisão. Além disso, deverá ser estabelecido o que acontece quando um membro do grupo não puder participar da reunião presencialmente – será permitido o envio de artigos e feedback por e-mail, por exemplo?

Por fim, garanta o profissionalismo do seu grupo de redação científica, pois, grupos produtivos são extremamente valiosos e vocês só terão benefícios a alcançar.

 

Anterior
Maximizando seu tempo: Quando escrever, pesquisar e editar
Próximo
Como utilizar a biblioteca de forma eficaz?

Escreva seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *