Como envolver o público durante as apresentações

oratoriaCertamente, o domínio da oratória é um diferencial para qualquer profissional. No ambiente acadêmico, as apresentações fazem parte da rotina dos pesquisadores, seja ministrando aulas ou apresentando um trabalho. É importante comentar também sobre o poder da persuasão e arguição.  Estes, quando associados a uma boa apresentação, têm a capacidade de fazer o público assimilar de forma eficiente o assunto abordado.

Algumas pessoas já nascem com o dom da oratória e ao longo do tempo vão apenas amadurecendo seus domínios. No entanto, a maioria, naturalmente, não é tão eficiente na hora de falar em público. Embora que, o fato de não nascer sabendo, não implica dizer que não seja possível aprender. Existem cursos de oratória, por diversos métodos, adequados aos diferentes perfis de oradores e de público.

Se você não é um orador natural, busque treinamento, a maioria das pessoas nunca tiveram tal oportunidade. Tenha consciência que sua apresentação é a vitrine do seu trabalho. Quanto melhor for o uso das palavras e o poder convencimento, melhor ficará a sua imagem na mente das pessoas. Aqui estão algumas dicas que podem fazer diferença na sua defesa:

  • Reformule a escrita dos artigos para apresentações ao vivo.

Ouvir não é interpretar – se coloque no lugar de uma pessoa que está ouvindo o seu trabalho pela primeira vez e torne a sua pesquisa compreensível ao público.

Use frases simples – Expresse cada etapa de forma simples, com frases curtas, para não deixar sua apresentação cansativa.

  • Use o seu papel como um guia, não um script.

Não leia palavra por palavra – Escreva palavras em tópicos que remetam a sequência da sua apresentação.

  • Quando você puder optar, sempre apresente de pé.

Sentar-se encoraja a olhar para o seu papel.

Quando você se senta, as pessoas não podem vê-lo e, por vezes, não conseguem ouvi-lo.

Faça com que sua voz se propague permanentemente sobre a multidão.

  • Faça contato visual com o seu público.

Se isso o deixa nervoso, escolha alguns pontos aleatórios para olhar.

Gire o olhar entre os pontos a cada poucas frases.

  • Se possível, use um pódio para suas notas.

Então, o seu papel não irá bloquear seu rosto ou sua voz.

Faça a fonte tão grande quanto você precisar.

  • Se você seguir as dicas acima, você não vai ser enterrado em suas notas.

Então, você pode avaliar a resposta da audiência.

E, você pode interagir  com a platéia, mas sem excessos.

Isso fará com que o público fique mais determinado a manter o foco em sua apresentação.

  • Última dica: você deve praticar!

Revisar as notas silenciosamente não é praticar

A prática deve ser o mais realista possivel ao evento.

Músicos não só leêm suas cifras, eles praticam a cada nota. Você deve fazer o mesmo.

Essas dicas vão ajudá-lo a se comunicar com o público e, portanto, tornar as pessoas mais conscientes de sua pesquisa.

Confira aqui algumas dicas para softwares para apresentações.

Anterior
Working Smarter: Dicas eficientes para acadêmicos ocupados
Próximo
Como transmitir suas ideias usando repetição de variação

Escreva seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *