O parecerista do periódico está errado. E agora?

14 May 2015  |  Postado em Mundo Editorial Científico   |  1 Comentário  |  Faça um Comentário

I_disagreÉ bem sabido que no mundo acadêmico publicar é preciso. Mas apesar do esforço em escrever artigos de qualidade, um passo importante para publicar um trabalho é saber dialogar com as críticas dos pareceristas dos periódicos, negociando entre aquilo que você pretende apresentar e as solicitações de alteração feitas por estes. Mas e quando a lista de mudanças requisitadas é impossível de ser aplicada? A seguir, algumas dicas para lidar com problemas que você pode enfrentar com pareceristas e editores de periódicos ao tentar publicar seus artigos.

Avalie bem as solicitações feitas

Antes de tomar qualquer atitude, é importante que você leia com calma os comentários e procure entender de que problemas eles partem. Ao lê-los, procure classificar as alterações solicitadas  entre: a) fáceis de serem realizadas; b) possíveis, mas trabalhosas; e c) inapropriadas. Feito isso, mude o foco, ocupe-se com outras atividades e depois retorne aos comentários, releia-os e verifique se você ainda atribui a mesma classificação dada anteriormente aos comentários feitos. Se ainda assim parecer que você precisaria mudar todo o artigo para adequa-lo às demandas dos pareceristas ou que as alterações solicitadas não procedem, continue lendo para saber como agir.

Não desista

Não desista logo no primeiro momento de conquistar a aceitação para publicar neste periódico, lembre-se que você investiu tempo e esforço nesta chamada de trabalho específica, então convém insistir um pouco. Peça a seus colegas opiniões sobre o artigo e sobre as alterações solicitadas pelos pareceristas. Se seus colegas acharem que as solicitações procedem, peça-lhes ajuda para promover as modificações pedidas. Mas se seus colegas concordarem com você e acharem que houve uma interpretação equivocada de seu artigo e que as alterações solicitadas não são necessárias à aceitação do trabalho, o melhor que você tem a fazer é entrar em contato com o editor do periódico. Para sua maior segurança, procure um profissional para auxiliá-lo nesta etapa.

Fale com o editor do periódico

Questionar este tipo de decisão junto aos editores de periódicos nunca deverá ser a primeira opção, mas se após revisar bem o conteúdo do seu artigo, analisar o teor das modificações solicitadas pelos pareceristas e consultar a opinião de colegas se você estiver convencido de que as alterações pedidas não procedem, essa é a melhor decisão a ser tomada. Para poupar tempo e demonstrar que você tem motivos bem fundamentados para discordar dos pareceristas, convém apresentar ao editor as solicitações destes e suas razões para acreditar que o trabalho de edição solicitado não é necessário.

No melhor dos cenários, o editor pode lhe responder dizendo que as sugestões de alteração não precisam ser obrigatoriamente aceitas, cabendo a você realizar aquelas que julgar pertinentes; num cenário mais provável, o editor irá negociar com você de modo a chegar a um acordo sobre quais alterações são fundamentais e quais são dispensáveis, e o bom andamento deste acordo dependerá da aceitação ou rejeição do artigo; já num cenário mais complicado o editor pode decidir manter todas as solicitações de alteração dos pareceristas como obrigatórias, fechando-se ao diálogo. Se este último caso se apresentar, talvez seja hora de partir para outra

Se preciso, vá por outro caminho

Se você está convicto de que as alterações solicitadas pelos pareceristas não são adequadas a seu trabalho, apresentou o caso ao editor do periódico de forma detalhada, mas este está irredutível e demanda que as modificações sejam feitas, aceitar a rejeição e mudar de caminho pode ser a melhor solução para você. Tenha em mente que isso implicará num trabalho de edição do artigo e na busca por chamadas em outros periódicos que se aproximem do tema de sua pesquisa para adequá-lo às particularidades de cnovas publicações.  Mas esses são problemas menores se comparados a possíveis perdas na qualidade do seu trabalho em função de alterações indevidas.

Se seu trabalho for controverso ou apresentar resultados muito inovadores ao campo, você pode vir a enfrentar os mesmos desafios ao submeter seu artigo a outros periódicos, por isso vale pensar numa estratégia para tornar sua argumentação e apresentação de ideias menos propensas a estas críticas. Mais uma vez você, poderá procurar profissionais para auxiliá-lo na busca de um novo periódico e como proceder após a rejeição. Por fim, procure não se colocar na defensiva diante das críticas e tire o maior proveito que puder dos comentários feitos para melhorar seu trabalho, nunca esquecendo que a Ciência é um fazer coletivo e que as críticas são fundamentais ao enriquecimento de qualquer pesquisa.

Anterior
Como escrever seu projeto de pesquisa
Próximo
Como preparar uma carta de apresentação

One thought on “O parecerista do periódico está errado. E agora?

  1. Someone essentially help to make seriously posts I would state. This is the very first time I frequented your web page and thus far? I surprised with the research you made to make this particular publish incredible. Magnificent job! akkafdckabae

Escreva seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *