Como escrever uma boa revisão bibliográfica

Livros_RevisaoFazer uma revisão bibliográfica pode parecer um trabalho muitas vezes cansativo e desafiador, porém dele dependerá a sustentação da relevância de sua pesquisa. Um trabalho cuja bibliografia restringe-se apenas a pesquisa recentes e que convergem com as conclusões do pesquisador, por exemplo, denota fragilidade e pode indicar que o pesquisador está apenas atestando sua opinião. Por isso mesmo, a revisão de pesquisa deve ser feita com esmero e em seu início – sendo gradualmente aprofundada em seu desenrolar. A seguir, quatro dicas para montar uma revisão bibliográfica realmente útil à sua pesquisa e escrita da dissertação.

1) Tenha em mente o objetivo da revisão bibliográfica – fazer uma revisão bibliográfica é algo trabalhoso e que demanda tempo, especialmente para longos … [Continue Lendo]

Como fazer paráfrase num trabalho de pesquisa?

parafraseEscrever não costuma ser uma atividade das mais fáceis para a maioria das pessoas, e a escrita acadêmica, por suas particularidades, muitas vezes demanda grande esforço do pesquisador. Um dos pontos mais relevantes e críticos da escrita acadêmica parte do princípio basilar do fazer científico de colocar diferentes vozes em diálogo, demandando um texto capaz de articular várias ideias de autores diversos e cuja escrita não é das mais simples. A paráfrase é um recurso que ajuda neste sentido, uma vez que consiste basicamente em adequar o raciocínio de outros autores à linguagem do pesquisador no corpo texto de sua pesquisa.

Por que usar paráfrase

Como dito anteriormente, fazer Ciência de forma embasada consiste em colocar diferentes abordagens e resultados … [Continue Lendo]

Storyteling na Academia: Reduzindo riscos na narrativa da pesquisa

storytelling-EnagoA arte de contar histórias, ou o chamado storytelling, é algo de conhecimento do senso comum, e mesmo aqueles que nunca ouviram falar ou leram nada sobre estruturas narrativas sabe intuitivamente como uma história “funciona”, por assim dizer. Talvez por isso a ideia de colocar em diálogo a estrutura da narrativa com a estrutura do texto produzido dentro das fronteiras da academia – tão codificada e pouco acessível a leigos – possa parecer inicialmente “extravagante” e até mesmo fora de propósito; mas será que elas realmente se opõem? Aparentemente não, ao menos é o que a repórter com imersão no mundo acadêmico Cheryl Brumley tenta demonstrar no artigo Academia and storytelling are not incompatible, e sua argumentação parece bastante … [Continue Lendo]