Forma eficaz de reprimir a má conduta científica

ReducaoA má conduta é um problema difícil de abordar em qualquer atividade profissional.  A dificuldade começa na definição dos critérios utilizados para identificar a infração e nas formas de punição a serem aplicadas. A gravidade da má conduta científica costuma ser analisada considerando principalmente a intencionalidade do autor. Quanto mais consciente for a infração e maior dano ela puder causar, maiores serão as sanções para os pesquisadores envolvidos. 

Uma questão de intenção

Podemos dividir os desvios em três categorias, ambas envolvem violação da ética em diferentes níveis. Da infração mais leve para a mais grave, temos o plágio de conteúdo, a falsificação de dados e a fabricação de resultados.

1) Plágio – o conteúdo produzido por terceiros é utilizado sem … [Continue Lendo]

Plágio: difícil de definir, fácil de cometer

PlágioSegundo o dicionário, plágio é a cópia total ou parcial de uma obra produzida por outra pessoa sem a atribuição dos devidos créditos, alegando assim uma falsa propriedade. Pode ocorrer em materiais de qualquer natureza, como livros, músicas, fotografias, trabalhos acadêmicos etc.

Para manter uma boa conduta e evitar o risco de plágio, é preciso estar muito atento a cada informação de um documento, pois é comum, inclusive, que o plágio ocorra de forma inconsciente. Isso demonstra que,  apesar de o tema ser bastante divulgado e ter regras bem estabelecidas, a identificação do plágio ainda gera muitas dúvidas em comunidades acadêmicas do mundo inteiro.

O fato é que, ainda que o plágio não seja intencional, será visto como conduta [Continue Lendo]

Diferença entre “uso justo” e plágio

ctrlcctrlvEmbora a definição de plágio seja de conhecimento geral, as gradações entre esta prática ilegal e as diferentes formas de apropriação de conteúdo de terceiros de forma legal são bastantes nebulosas, confusão que se aplica aos contornos do chamado “uso justo” ou “doutrina do uso justo”. Afinal, o quanto é possível apropriar-se do conteúdo de terceiros – com atribuição de autoria – sem incorrer em plágio? A definição de uso justo se refere ao uso legal, ético e limitado de materiais que possuam o chamado copyright sem que seja necessária a autorização do detentor dos direitos autorais. Quatro aspectos quanto as diretrizes de uso de materiais com copyright devem ser observados para garantir a doutrina do uso justo:

Propósito [Continue Lendo]