Cristiane Polo
Universidade de São Paulo - Brasil
Eu estou muito satisfeita com a qualidade da Revisão e Correção de Textos em Inglês da Enago. O revisor fez as correções necessárias para aprimorar a qualidade do meu manuscrito. Fazer o pedido e efetuar o pagamento através do site é muito fácil. Com certeza, eu terei meus próximos manuscritos revisados pela Enago e recomendo essa empresa a todos que precisarem de Revisão de Inglês de alta qualidade para os seus artigos científicos.
Stylianos Kampakis
University College London - Inglaterra
Excepcional serviço para autores não nativos e que escrevem em inglês. O serviço de Revisão de Inglês da Enago me ajudou a formular minhas ideias de forma a alcançar mais clareza/objetividade, como também eliminar erros gramaticais comuns. Além disso, o arquivo revisado é entregue no prazo prometido a um valor justo. Estou satisfeito com a experiência que tive.
Marcelo Ricardo Vicari
Universidade Estadual de Ponta Grossa Brasil
Enago proporciona aos não nativos de língua Inglesa a chance de sentirem-se confiantes no Enago proporciona aos não nativos de língua Inglesa a chance de sentirem-se confiantes no momento de submeterem seus manuscritos aos Periódicos Ingleses ou Americanos. O meu manuscrito está em análise para publicação em um periódico altamente competitivo, após ter usado os serviços de Revisão...
Saim Emim
University of Nova Gorica - Eslovênia
O serviço de revisão de texto fornecido pela Enago é excelente. O revisor melhorou a fluência da linguagem em meu manuscrito. Os profissionais da Enago têm expertise no assunto e o relatório de avaliação do manuscrito fornecido gratuitamente, juntamente com o arquivo final revisado, ajudou-me a compreender a extensão das mudanças, apresentando as áreas que necessitam melhorias para os meus futuros projetos....

Como Escrever Nomes Científicos de Espécies de Plantas e Animais em Artigos Científicos (Parte 1)

08 April 2019   |  Postado em Manuscript & Grants, Reporting Research   |   Sem Comentário   |  Faça um Comentário

O formato para escrever nomes científicos é padronizado e aceito internacionalmente. O termo “nomenclatura científica” refere-se a vários nomes, de acordo com o campo específico de estudo. Este artigo é o primeiro de uma série sobre nomenclatura científica em áreas específicas.

Normalmente, animais e plantas são identificados por nomes comuns e científicos.

Nomes comuns: são usados em um determinado lugar e podem variar de acordo com a região ou o país.

Nomes científicos: são nomes exclusivos usados pela comunidade científica para identificar de forma precisa e universal as espécies.

Códigos Internacionais de Nomenclatura

Os taxonomistas (especialistas em classificação de seres vivos) estabeleceram vários “códigos” para a nomenclatura científica de espécies. Esses códigos são universais e são periodicamente atualizados por consenso. … [Continue Lendo]

O preço de uma tradução de qualidade

21 August 2017   |  Postado em Mundo Editorial Científico   |   Sem Comentário   |  Faça um Comentário

Clientes e fornecedores discutem em fóruns e em grupos especializados sobre o que é um trabalho de qualidade, quais os fatores envolvidos no processo, quais os riscos de uma contratação ruim.

Como em qualquer outro assunto, as respostas para esses questionamentos são muito relativas. Há uma diferença entre um texto que podemos chamar de “compreensível” e um texto que pode efetivamente ser “lido”. Se você está investindo o nome da sua empresa e sua reputação, talvez seja uma boa ideia ter um produto de excelência para mostrar, algo além de um trabalhinho que “é só jogar no Google Tradutor”.

O que está envolvido no orçamento do projeto

O preço da tradução, assim como o prazo estimado, envolve algumas variantes:

  1. Tema
[Continue Lendo]

Como o Sci-Hub está afetando a indústria de publicação acadêmica?

31 July 2017   |  Postado em Mundo Editorial Científico   |   Sem Comentário   |  Faça um Comentário

O Sci-Hub é uma ferramenta de buscas online para o download de artigos científicos, uma maneira de escapar dos mecanismos de cobrança das grandes editoras de conteúdo acadêmico, cujo material é restrito ao público assinante. O Sci-Hub foi criado em 2011 pela estudante de pós-graduação Alexandra Elbakyan. Atualmente, o site possui um acervo de mais de 58 milhões de trabalhos, contabilizando aproximadamente 200 mil acessos por dia.

Para a aquisição desse material, o portal declara que tem o apoio de pesquisadores e membros de universidades, que voluntariamente doam suas credenciais de autenticação (nome de usuário e senha) para compartilhar o acesso aos arquivos. No entanto, as editoras alegam que o Sci-Hub consegue essas informações confidenciais por meio de “phishing”, técnica … [Continue Lendo]