17

Como escrever um bom título de artigo: coisas a evitar

Ao escrever artigos, muitos pesquisadores negligenciam o título do trabalho, mas o título, juntamente com o resumo, é o que as pessoas geralmente verão e lerão on-line. A pesquisa de publicações pelo título mostra que este é muito importante. Bem ou mal, atualmente tanto a bibliometria quanto o rastreamento de citações por métricas alternativas são usados para avaliar o “sucesso” de um artigo para os seus autores e para a revista que o publica. Tópicos de pesquisa interessantes, combinados com títulos de pesquisa inteligentes e precisos, podem atrair mais atenção para o seu trabalho por parte dos colegas e do público.

Seria útil ter uma lista do que nunca deveria entrar no título de um artigo de revista. Com essa lista do que não fazer, os autores podem ter uma ferramenta útil para conseguir o máximo impacto de suas pesquisas. Títulos de artigos de pesquisa não precisam ser complexos. Podem até ter estilo. Eles podem declarar o principal resultado ou ideia do artigo (títulos declarativos), ou podem indicar o assunto coberto pelo artigo (títulos descritivos). Uma terceira forma, que deve ser usada com moderação, transmite a pesquisa na forma de uma questão aberta.

Uma lista útil de coisas a não pôr no título

  • Geralmente não há lugar para pontos finais em um título (até mesmo uma frase declarativa pode funcionar sem um ponto final)
  • Da mesma forma, qualquer tipo de traço separando as partes do título (no entanto, não há problema com hífens ligando palavras onde necessário)
  • Fórmulas químicas, como H2O, CH4, etc. (use os seus nomes comuns ou genéricos)
  • Algarismos romanos (por exemplo, III, IX, etc.)
  • Ponto-e-vírgula (“;”) (porém, dois-pontos “:” são muito úteis para criar títulos em duas partes)
  • A hierarquia taxonômica de espécies de seres vivos não é necessária
  • Abreviaturas (exceto para RNA e DNA, que já são padrões e amplamente reconhecidas)
  • Iniciais e abreviaturas (por exemplo, “Ca” para cálcio pode ser confundido com “CA”, que denota câncer)
  • Evite pontos de interrogação (isso tende a diminuir as citações, mas colocar uma pergunta pode ser útil em estudos de economia e filosofia ou quando os resultados não forem tão claros quanto se esperaria)
  • Palavras incomuns (umas poucas podem ser usadas, mas em demasia podem influenciar a pontuação por métricas alternativas)
  • Expoentes numéricos e unidades (por exemplo, km-1 ou km/h)
  • Termos vagos (por exemplo, “com” poderia ser reescrito com um verbo mais específico; “dentre” pode ser substituído por uma ordem mais simples das palavras)
  • Nomes de fármacos enigmáticos ou complexos (use o nome genérico, se permitido)
  • Palavras iniciais óbvias ou não específicas com uma conjunção ou preposição: por exemplo, “Relatório sobre”, “Um estudo de”, “Resultados de”, “Uma investigação experimental de”, etc. (estes não contribuem com significado!)
  • Itálico, a menos que seja usado para os nomes das espécies dos organismos estudados
  • Nomes científicos abreviados (não E. coli, e sim Escherichia coli por extenso)
  • Títulos longos. Tenha uma meta de 50 a 100 caracteres, ou menos de 13 palavras, não mais que isso (títulos mais curtos são citados com mais freqüência)

Relacionado: Terminou de preparar o seu artigo? Confira este post agora para pontos adicionais a considerar no envio do seu manuscrito!

Use a lista

Tire algum tempo para olhar um bom exemplo de título de pesquisa. Pode ser um de que você tenha gostado, ou uma seleção reconhecida de melhores títulos de pesquisa. Discuta isso com os seus colegas e coautores. Escreva vários títulos provisórios em várias formas, declarativos e descritivis, com e sem dois pontos. Em seguida, use a lista acima como um guia para refinar o título do seu artigo até conseguir um título eficaz.

Um ótimo título deve despertar o interesse do leitor o suficiente para fazê-lo querer baixar o seu trabalho e realmente lê-lo. É importante ressaltar que, ao selecionar as palavras, o objetivo é despertar a curiosidade do leitor e ao mesmo tempo resumir o trabalho de pesquisa realizado. Tenha em mente ainda que um bom título também deve garantir que a sua publicação seja facilmente encontrada. Isso agora é crucial para fins de indexação e arquivamento digital.

Títulos de pesquisa no século XXI

Lembre-se, um bom título atualmente é essencial para um artigo de pesquisa. No entanto, isso não substitui a ciência e a boa qualidade acadêmica. Títulos exagerados ou sensacionalistas, especialmente aqueles que fazem generalizações injustificadas, podem atrair mais atenção da mídia. Considerando o uso crescente do Twitter e outras plataformas de mídia social, o título do artigo de pesquisa está claramente ganhando valor e importância. A pesquisa de títulos, portanto, é fundamental para entender que efeito um determinado tipo ou utilização de um título de pesquisa tem sobre seus leitores.

Gostou desta postagem? Isso ajudará você a escolher um bom título para seu próximo relatório ou artigo? Por favor, compartilhe os seus comentários na seção abaixo.

Leave a Reply

avatar
  Subscribe  
Notify of