17

Nós ou eles: quando usar a primeira ou a terceira pessoa em artigos de pesquisa

Escrever na primeira, segunda ou terceira pessoa é chamado de ponto de vista do autor. Quando escrevemos, nossa tendência é personalizar o texto escrevendo na primeira pessoa. Ou seja, usamos pronomes como “eu” e “nós”. Isso é aceitável ao escrever informações pessoais, um diário ou um livro. No entanto, não é comum na escrita acadêmica.

Alguns autores acham o uso do ponto de vista do autor um tanto confuso ao escrever trabalhos de pesquisa. Como a segunda pessoa é evitada ao escrever em trabalhos acadêmicos ou científicos, o principal ponto de confusão é o uso da primeira ou da terceira pessoa.

Nas seções a seguir, discutiremos o uso e exemplos dos pontos de vista da primeira, segunda e terceira pessoa.

Primeira pessoa

O ponto de vista em primeira pessoa significa simplesmente que usamos os pronomes que se referem a nós mesmos no texto. Estes são os seguintes:

  • Eu
  • Nós
  • Me
  • Mim
  • Meu/minhas
  • Nos
  • Nosso/nossa
  • Nossos/nossas

Ao usarmos estes pronomes, apresentamos as informações com base no que “nós” encontramos. Em ciência e Matemática, esse ponto de vista é raramente usado. Muitas vezes, é considerado um tanto egocêntrico e arrogante. É importante lembrar que, ao escrever seus resultados de pesquisa, o foco da comunicação é a pesquisa e não as pessoas que conduziram a pesquisa. Quando você quiser convencer o leitor, é melhor evitar os pronomes pessoais. Além de soar um pouco arrogante, a força de seus resultados pode ser subestimada.

Por exemplo:

Com base nos meus resultados, concluí que A e B não eram iguais a C.

Neste exemplo, todo o significado da pesquisa poderia ser mal interpretado. Os resultados discutidos não são as do autor; eles são gerados a partir do experimento. Referir-se aos resultados neste contexto é incorreto e deve ser evitado. Para tornar a frase acima mais apropriada, ela pode ser revisada da seguinte maneira:

Com base nos resultados do ensaio, A e B não foram iguais a C.

Segunda pessoa

O ponto de vista da segunda pessoa usa pronomes que se referem ao leitor. Estes são os seguintes:

  • Você/vocês
  • O senhor/os senhores/a senhora/as senhoras
  • Seu
  • Sua

Este ponto de vista é geralmente usado no contexto de se fornecerem instruções ou conselhos, como em manuais ou livros de receitas. A razão por trás de usar a segunda pessoa é envolver o leitor.

Por exemplo:

Você vai querer comprar um peru que seja grande o suficiente para alimentar todos os seus parentes. Antes de cozinhá-lo, você deve lavá-lo primeiro com água fria.

Embora esta seja uma boa técnica para dar instruções, ela não é apropriada para textos acadêmicos ou científicos.

Terceira pessoa

O ponto de vista da terceira pessoa usa tanto nomes próprios, como o nome de uma pessoa, quanto pronomes que se referem a indivíduos ou grupos (por exemplo, médicos, pesquisadores), mas não se refere diretamente ao leitor. Os que se referem a indivíduos são os seguintes:

  • Ela
  • Dela
  • A (pronome oblíquo)
  • Seu/sua
  • Ele
  • Dele
  • O (pronome oblíquo)
  • Seu/sua/seus/suas (forma da terceira pessoa)
  • Lhe

Quando se refere a grupos, usa-se os seguintes termos:

  • Todos
  • Cada (um)
  • Qualquer um
  • Eles
  • Os/as (pronomes oblíquos)
  • Seu/sua/seus/suas (forma possessiva da terceira pessoa)
  • Deles/delas
  • Lhes

Por exemplo:

Todos na convenção estavam interessados ​​no que o Dr. Johnson apresentou.

Os instrutores decidiram que os alunos deveriam ajudar a pagar pelo material de laboratório.

Os pesquisadores determinaram que não havia material de amostra suficiente para realizar o ensaio.

O ponto de vista da terceira pessoa é geralmente usado em artigos científicos, mas, às vezes, o formato pode ser difícil. Nós usamos pronomes indefinidos para nos referirmos ao assunto, mas deve-se evitar usar a terminologia masculina ou feminina. Por exemplo:

Um pesquisador deve garantir que ele tenha material suficiente para sua experiência.

A enfermeira deve garantir que ela tenha uma amostra de sangue grande o suficiente para o ensaio.

Muitos autores tentam resolver esse problema usando “ele ou ela” ou “o(a)”, mas isso é incômodo e o uso excessivo deste recurso pode distrair o leitor. Por exemplo:

Um(a) pesquisador(a) deve garantir que ele ou ela tenha material suficiente para sua experiência.

O(a) enfermeiro(a) deve garantir que ele ou ela tenha uma amostra de sangue suficientemente grande para o seu ensaio.

Esses problemas podem ser facilmente resolvidos colocando os indivíduos no plural da seguinte forma:

Os pesquisadores devem garantir que tenham material suficiente para o experimento.

Os enfermeiros devem garantir que tenham amostras de sangue suficientemente grandes para o seu ensaio.

Exceções às regras

Como mencionado anteriormente, a terceira pessoa é geralmente usada na escrita científica, mas as regras não são mais tão rigorosas. Agora é aceitável usar tanto a primeira quanto a terceira pessoa em alguns contextos, mas isso ainda está em controvérsia.

Em seu blog de fevereiro de 2011 em Eloquent Science, o professor David M. Schultz apresentou várias opiniões sobre se os pontos de vista do autor faziam diferença. No entanto, parece não haver consenso. Alguns acreditavam que as antigas regras deviam continuar valendo para evitar a subjetividade, enquanto outros acreditavam que, se os fatos forem válidos, não importa qual ponto de vista é usado.

Primeira ou terceira pessoa: o que as revistas dizem

Em geral, é aceitável usar o ponto de vista da primeira pessoa em resumos, introduções, discussões e conclusões, em algumas revistas. Mesmo assim, evite usar “eu” nessas seções. Em vez disso, use “nós” para se referir ao grupo de pesquisadores que fizeram parte do estudo. O ponto de vista da terceira pessoa é usado para escrever seções de métodos e resultados. Consistência é a palavra-chave, e mudar de um ponto de vista para outro dentro de uma mesma seção de um artigo pode ser uma distração e é desencorajado. É sempre bom verificar as diretrizes para os autores daquele periódico específico. Feito isso, verifique se o seu artigo está livre das expressões a evitar mencionadas acima e de qualquer erro gramatical.

Você é o único pesquisador envolvido no seu projeto de tese. Você quer evitar usar o ponto de vista da primeira pessoa por toda parte, mas não há outros pesquisadores no projeto, então o pronome “nós” não seria apropriado. O que você faz e por quê? Por favor, conte-nos o que você acha na seção de comentários abaixo.

Leave a Reply

avatar
  Subscribe  
Notify of