17

Como usar pronomes de forma eficaz em redação acadêmica

É até simples definir o que são pronomes, mas eles podem ser confusos de usar. Por exemplo, a declaração “Cada pessoa deve seguir seus sonhos” representa uma falha em equilibrar corretamente o singular (cada pessoa) e o plural (seus sonhos). Corrigir a declaração pode ser feito de duas maneiras:

  • Cada pessoa deve seguir o seu sonho (para equilibrar o singular)
  • Todas as pessoas devem seguir seus sonhos (para equilibrar o plural)

Costuma-se chamar os pronomes de “os substitutos da gramática”, porque eles são usados para substituir substantivos (que são então chamados de “antecedentes” porque estão sendo substituídos por pronomes). Os pronomes podem ser singulares (eu, eu, ele, ela, você, isto) ou plurais (eles, elas, nós, etc.). No entanto, seus papéis são limitados a substituírem o sujeito ou o objeto de uma sentença:

A garota passou o fim de semana costurando o vestido da garota para que a garota tivesse tempo suficiente para fazer alterações no vestido na segunda-feira.

Relacionado: Tendo dificuldade com linguagem e gramática em seu manuscrito? Confira agora estes recursos úteis!

A sentença acima demonstra o quanto a escrita pode ser desajeitada e repetitiva sem o uso de pronomes. Usando os pronomes apropriados, a sentença pode ser escrita de forma mais clara da seguinte forma:

A garota passou o fim de semana costurando seu vestido, para que ela tivesse tempo suficiente para fazer ajustes nele na segunda-feira.

Os antecedentes (substantivos sendo substituídos) são claramente compatíveis com cada pronome: seu (da garota), ela (a garota), ele (o vestido).

Casos importantes

Manter uma correspondência clara entre os pronomes e seus antecedentes torna-se mais fácil se você se lembrar que os pronomes vêm em três casos:

  • Caso subjetivo — o agente (sujeito) da ação: Eu jogo a bola.
  • Caso objetivo — o receptor (objeto) da ação: Jogue a bola para mim.
  • Caso possessivo — mostra a propriedade: Meu lance atingiu o jogador.

Regras do uso de pronomes

Para evitar a repetição de substantivos e usar os pronomes de forma eficaz, você deve se lembrar dos diferentes tipos de pronomes e do modo como eles podem ser usados em uma frase:

  • Os pronomes pessoais representam pessoas ou coisas: Eu vim para vê-lo hoje.
  • Os pronomes demonstrativos apontam para alguém ou algo: Este é o seu bastão; essa é a sua bola.
  • Os pronomes relativos relacionam uma parte de uma frase a outra: Um país que eu gostaria de visitar algum dia é a Nova Zelândia. (Que refere-se ao país).
  • Os pronomes reflexivos refletem de volta para alguém ou alguma outra coisa na sentença: Você deve se perguntar o que você fez para entrar nesta situação. (Se está relacionado a “você”).
  • Como o nome indica, os pronomes interrogativos são usados para fazer uma pergunta (interrogar): Em qual coisa você estava pensando?
  • Os pronomes indefinidos não se referem a um lugar ou coisa específica que já tenha sido mencionada em uma sentença. Isso pode ser confuso, porque essa coisa pode ser muito definida e pode ser singular ou plural. Exemplos: alguém e todos.

Uma verificação simples

Aprender as regras corretas do uso de pronomes pode parecer assustador — tantos tipos em tantos casos diferentes! No entanto, verificar se um pronome está sendo usado corretamente é relativamente simples. Primeiro, leia a frase de volta para si mesmo e confie no seu ouvido. Um equilíbrio incorreto entre pronome e antecedente simplesmente não parece certo:

Os princípios comunistas de Fidel Castro inevitavelmente levaram a diferenças ideológicas entre si e o presidente Kennedy.

A necessidade de corrigir “si” para “ele” é fácil, porque a frase não parece correta tal como está escrita. Quando vários antecedentes estão envolvidos, você pode verificar seu uso de pronome, substituindo cada antecedente com seu substantivo original para ver se você está usando o pronome correto.

Leave a Reply

avatar
  Subscribe  
Notify of