17

O uso eficaz de tabelas e figuras em trabalhos científicos

Trabalhos científicos costumam ser baseados em grandes quantidades de dados, que podem ser resumidos e mais facilmente lidos através de tabelas e gráficos. Ao escrever um artigo científico, é importante que os dados sejam apresentados ao leitor de maneira visualmente atraente. Os dados em figuras e tabelas, no entanto, não devem ser uma repetição dos dados encontrados no texto. Existem muitas maneiras de apresentar dados em tabelas e figuras, regidas por algumas regras simples. Tanto um artigo seguindo o estilo da APA quanto um no padrão da MLA exigem tabelas e figuras, mas as regras para isso são diferentes nos dois casos. Ao escrever um artigo científico, nunca é demais enfatizar a importância de tabelas e figuras. Como você sabe se precisa de uma tabela ou de uma figura? A regra geral é que, se você não puder apresentar seus dados em uma ou duas frases, então você precisa de uma tabela.

Usando tabelas

Tabelas são facilmente criadas usando programas como o Excel. Tabelas e figuras em artigos científicos são formas maravilhosas de apresentar dados. Apresentar dados de forma eficaz em artigos de pesquisa exige que você compreenda a mente do seu leitor e os elementos que compõem uma tabela. As tabelas têm vários elementos, incluindo a legenda, os títulos das colunas e o corpo. Assim como na escrita acadêmica, também é importante estruturar as tabelas para que os leitores possam compreendê-las facilmente. Tabelas desorganizadas ou confusas farão com que o leitor perca o interesse pelo seu trabalho.

  • Título da tabela: A tabela deve ter um título claro e descritivo, que funciona como uma “frase de tópico”. O título pode ser longo ou curto, dependendo da disciplina.
  • Títulos das colunas: O objetivo desses títulos é simplificar a tabela. A atenção do leitor passa em sequência do título da tabela para o título da coluna. Um bom conjunto de títulos de coluna permitirá ao leitor entender rapidamente a respeito do que é a tabela.
  • Corpo da tabela: Esta é a área principal da tabela, onde os dados numéricos ou textuais estão localizados. Monte sua tabela de forma que os elementos sejam lidos de cima para baixo e não horizontalmente.

Figuras e tabelas devem estar horizontalmente centralizadas na página. Devem ser devidamente referenciadas e ordenadas com a numeração que aparece no texto. Além disso, as tabelas devem ser visualmente separadas do texto. Não se deve usar quebras de texto. Às vezes, tabelas e figuras devem ser apresentadas após as referências, em certos periódicos.

Usando figuras

Figuras podem ter várias formas, como gráficos de barras, histogramas de frequência, gráficos de dispersão, desenhos, mapas, etc. Ao usar figuras em um trabalho de pesquisa, sempre pense no seu leitor. Qual é o tipo de figura mais fácil para o seu leitor entender? Como você pode apresentar os dados da maneira mais simples e eficaz? Por exemplo, uma fotografia pode ser a melhor escolha se você quiser que seu leitor entenda relações espaciais.

  • Legenda das figuras: As figuras devem ser numeradas e conter títulos ou legendas descritivas. As legendas devem ser sucintas o suficiente para serem entendidas à primeira vista. As legendas devem ser colocadas sob a figura e alinhadas à esquerda.
  • Imagem: escolha uma imagem que seja simples e facilmente compreensível. Leve em conta o tamanho, a resolução e a atratividade visual geral da imagem.
  • Informações adicionais: As ilustrações em artigos científicos são numeradas separadamente das tabelas. Inclua quaisquer informações de que o leitor precise para entender sua figura, tais como legendas. 

Erros comuns em artigos científicos

A apresentação eficaz de dados em artigos científicos requer a compreensão dos erros comuns que levam à ineficácia. Um desses erros é o uso do tipo errado de figura para os dados. Por exemplo, usar um gráfico de dispersão em vez de um gráfico de barras para mostrar os níveis de hidratação é um erro. Outro erro comum é que alguns autores tendem a colocar em itálico o número da tabela. Lembrar, apenas o título da tabela deve estar em itálico. Outro erro comum é não incluir os devidos créditos na tabela ou figura. Se esta for de outra fonte, basta colocar “Nota: Adaptado de…”embaixo da tabela ou figura. Isso ajuda a evitar problemas de plágio.

Usar tabelas e figuras em artigos científicos é essencial para a legibilidade do artigo. O leitor tem a chance de entender melhor os dados através de um conteúdo visual. Ao escrever um artigo científico, esses elementos devem ser considerados como partes de uma boa redação científica. Artigos científicos seguindo o padrão da APA, o da MLA e outros tipos de estilo requerem conteúdo visual se os dados forem muito complexos ou volumosos. A importância das tabelas e gráficos é ressaltada pelo objetivo principal de se escrever um artigo, e esse objetivo é o de ser entendido.

Leave a Reply

avatar
  Subscribe  
Notify of