17

Como ter a sua tese publicada

Escrever uma tese é difícil. Alunos de pós-graduação atuais ou recentes compreendem o tempo e o esforço necessários para concluir com sucesso seu programa de pesquisa. De fato, o treinamento de pós-graduação envolve extensas pesquisas que frequentemente refletem anos de falhas e sucessos. Esse trabalho de pesquisa muitas vezes leva a algum tipo de visão inovadora, que é então organizada em um trabalho de tese ou dissertação.

Ao escrever uma dissertação ou tese, há muito a considerar. Ambas exigem bastante trabalho e refletem os anos de pesquisa realizada pelo aluno. Algumas universidades exigem que os alunos publiquem essa pesquisa final em revistas revisados por pares antes de poderem receber os seus títulos acadêmicos. Entretanto, outras não exigem que a tese seja publicada oficialmente. Em última análise, independentemente dos requisitos de graduação, certas carreiras para estudantes de mestrado ou doutorado exigem a publicação em revistas com revisão por pares.

Redação de pós-graduação

O tipo de redação de pós-graduação exigido pela universidade de um aluno depende de onde o estudante de graduação estudou. Na Europa, uma tese de doutorado reflete uma pesquisa original, enquanto nos EUA, uma tese é frequentemente um documento mais curto associado a um mestrado.

Seja qual for o título, extensos projetos de pesquisa são organizados na forma de um documento final. Alguns desses documentos podem ser formatados como livros. Antes de publicar, um estudante de graduação deve considerar vários fatores. Ou seja, o aluno deve se perguntar se sua pesquisa é:

  • Rigorosa: É um trabalho acadêmico metódico?
  • Significativa: Por que isso tem importância para o seu público potencial?
  • Original: É nova e original?
  • Comercializável: Existem clientes em potencial?

Quando publicar?

Antigamente, as universidades publicavam esses resumos de pesquisa de graduação apenas em formato impresso, como um livro encadernado. Atualmente, algumas teses ou dissertações estão disponíveis on-line, geralmente com uma licença Creative Commons. Isso pode ser um problema, devido à exigência das revistas de que os manuscritos contenham apenas dados não publicados e originais. No entanto, em geral, uma tese ou dissertação que consiste em uma pesquisa original e inédita disponibilizada pela sua instituição de origem não impede que você a publique. Em vez disso, as revistas considerarão essas teses e dissertações publicadas por universidades como dados, compreensivelmente, ainda suficientemente novos. Além disso, a revisão por pares é um componente integral da publicação. Para passar na revisão por pares, é importante considerar a crítica da dissertação ou do comitê de tese. As críticas do seu comitê muitas vezes refletirão as possíveis preocupações dos pares revisores.

Dicas e preocupações comuns

Há alguns erros comuns que os estudantes de pós-graduação costumam cometer ao publicarem suas dissertações.

Primeiro, geralmente é uma boa prática referenciar ou reconhecer a tese. Como a dissertação pode estar disponível publicamente, é importante ser transparente quanto à origem dos dados. Da mesma forma, deve-se sempre informar as revistas que parte das pesquisas contidas na tese ou dissertação já foi publicada em uma versão impressa ou em um repositório on-line.

Você pode publicar sua tese como uma monografia ou uma série de artigos. Isso depende do tipo de tese.

  1. Tese tradicional: Geralmente é estruturada na forma de capítulos e é um trabalho original escrito por um aluno individual.
  2. Tese por publicação: Consiste em artigos que já foram publicados em uma revista.

De acordo com as diretrizes do COPE, quando a tese contiver trabalhos inéditos e originais, não deve ser considerada como publicação prévia. Portanto, é aceitável que seja publicada como um manuscrito ou uma monografia em uma revista, mesmo que esteja disponível gratuitamente nos repositórios da universidade, podendo ou não se aplicar a licença Creative Common. No entanto, se a tese for do segundo tipo, os artigos serão considerados como publicações prévias e não serão aceitos como trabalhos originais para publicação. Como o trabalho do aluno é abrigado em um laboratório de pesquisa, é importante primeiro analisar as políticas da sua universidade. Da mesma forma, como as áreas da ciência se transformam rapidamente, não espere tempo demais antes de publicar. Se você fizer isso, correrá o risco de a sua revisão de literatura ou metodologia se tornar ultrapassada.

Leave a Reply

avatar
  Subscribe  
Notify of