17

Correção de erros em artigos já publicados: dicas para os autores

Podem ocorrer erros na publicação acadêmica por vários motivos, desde simples erros tipográficos até a manipulação intencional de descobertas ou resultados. A maneira como se lida com esses erros depende em grande parte de sua gravidade ou magnitude e se eles foram intencionais. Assim, nossas dicas de como responder a erros em um artigo publicado serão baseadas na classificação do erro.

O que constitui um erro?

Erros não intencionais incluem aqueles associados à coleta ou classificação de dados, análise estatística, informações que não podem ser verificadas por um par acadêmico na revisão, erros tipográficos e ortográficos, ou marcar uma figura como “à direita” ou “à esquerda” quando o oposto é verdadeiro . Essencialmente, são erros que não foram intencionais por parte do autor ou editor e não comprometem os resultados da pesquisa.

Erros intencionais constituem má conduta acadêmica e incluem a submissão simultânea de um único artigo a múltiplos periódicos, conflitos de interesses, falsificação ou manipulação de dados, descumprimento de protocolos de pesquisa, plágio e divisão de um artigo em vários outros menores (“fatiamento de salame”). Má conduta acadêmica “afeta o registro de publicações, a integridade científica do artigo, ou a reputação dos autores ou da revista”.

Tipos de erro

Para artigos revisados por pares acadêmicos, os tipos de erros podem ser categorizados como:

  • Errata — Se a revista cometer um erro significativo que possa afetar o trabalho ou a reputação dos autores, a notificação liberada será chamada de errata.
  • Corrigenda — Se os autores cometerem um erro significativo, todos os coautores devem aprovar e assinar uma corrigenda (documento de correção). Caso não haja concordância de todos os autores quanto à correção, a revista deve ser informada das suas opiniões divergentes.
  • Retratação — Se for constatado que os resultados eram inválidos, todos os coautores devem assinar uma retratação que explique o erro e como isso afetou as conclusões. A retratação deverá ser submetida a publicação e é o tipo de erro com consequências mais amplas.
  • Adendo — Se qualquer informação adicional sobre um artigo for publicada, isso pode incluir uma Expressão Editorial de Preocupação, que será anexada àqueles trabalhos que a equipe editorial entende precisarem de explicações adicionais para serem entendidos.

Resposta das revistas aos erros

A resposta a um erro publicado dependerá da natureza do erro e do indivíduo ou organização que chama a atenção para o problema. Normalmente, aqueles que avisam uma revista a respeito de problemas potenciais com um artigo publicado são leitores/outros pesquisadores, autores, editores, proprietários de revistas ou membros da organização ou instituição onde o trabalho foi produzido (universidades e laboratórios de pesquisa).

Em suma, há duas partes que devem responder a um erro em um artigo publicado: os autores do artigo e os editores da revista. Vamos começar com os editores. As avaliações podem ser feitas caso a caso. Por exemplo, as seguintes questões podem ser consideradas por editores confrontados com um erro em um artigo publicado:

  • Qual é a natureza da solicitação de correção?
  • Quem está fazendo o pedido?
  • Quem vai escrever a correção?
  • Que redação deve ser usada na correção?
  • Quando a correção deve ser publicada?
  • Quando o artigo retirado deve ser removido do site on-line?
  • Quando é aceitável alterar a versão HTML de um artigo publicado?
  • Existe um tempo de prescrição para a publicação de erratas e/ou retratações?
  • Os mesmos autores (ou outros) podem publicar novamente as descobertas de um artigo que sofreu retratação por fraude ou por um erro simples?

Existem diretrizes diferentes para erratas, retratações e expressões de preocupação. Tanto as revistas quanto as entidades de publicação de livre acesso têm diretrizes específicas para fazer essas correções. Por exemplo, a Nature baseia sua tomada de decisão em quatro diretrizes:

  • Interesse dos leitores
  • Ineditismo de argumentos
  • Integridade do registro de publicação
  • Justiça para com as partes envolvidas

O processo de responder a um erro em um artigo publicado é complicado e oneroso para todos os envolvidos. No entanto, os editores de revistas são responsáveis por manter a integridade da sua publicação e por manter padrões estritos de boa ciência.

Faça a coisa certa

Os autores têm duas opções quando confrontados com a revelação de um erro em seus trabalhos publicados: tentar evitar as consequências ou fazer correções públicas. As políticas de retratação e métodos de correção de erros ou criação de adendos a trabalhos de pesquisas variam para cada revista. Quando a reputação do autor e da revista está em jogo, é melhor lidar com o erro direta e rapidamente.

Leave a Reply

avatar
  Subscribe  
Notify of