17

Como escolher a metodologia de pesquisa mais adequada para realizar os seus estudos

Você acabou de definir o tópico do seu estudo e está prestes a iniciar a sua pesquisa. Nesse momento, deve estar claro para todo pesquisador qual o tipo de informação necessária para começar a desenvoler um plano de pesquisa e quais as metodologias ele deverá utilizar para conseguir responder, da maneira mais eficiente, todas as questões levantadas. Entretanto, muitos pesquisadores (principalmente aqueles em início de carreira) podem ter dúvidas sobre a diferença entre plano de pesquisa e metodologia de pesquisa.

Neste texto explicamos em maiores detalhes a diferença entre plano de pesquisa e metodologia de pesquisa para executar um projeto científico. Nele, daremos um foco maior em entender como desenvolver um bom plano de pesquisa para que as metodologias sejam eficientemente utilizadas.

O que são metodologias de pesquisa?

Metodologias de pesquisa abrangem as técnicas previamente desenvolvidas para realizar levantamentos de dados de maneira precisa visando a sua melhor análise e interpretação. As metodologias se utilizam práticas sistemáticas que permitem a medição de variáveis através visando uma comparação direta e objetiva. Por exemplo, um engenheiro estudando desenvolvimento de baterias utiliza-se de metodologicas e técnicas para medir a eficiência destas, e a comparação entre os parâmetros medidos permitirão estabelecer qual bateria é superior. Dependendo da complexidade do assunto estudado, uma metodologia de pesquisa pode utilizar uma combinação de diferentes técnicas para coletar dados mais precisos, interpretar dados de maneira mais eficiente e tomar decisões mais assertivas em um projeto.

No entanto, para a execução de um projeto com excelência, é necessário o entendimento das diferentes metodologias disponíveis. Isto definirá quais as ferramentas analíticas serão mais adequadas para responder a sua pergunta e como a coleta de dados poderá ser realizada.

Um erro muito comum é iniciar a coleta de dados de sua pesquisa utilizando-se apenas das técnicas já disponíveis, mas sem antes definir se estas ferramentas e metodologias são as melhores para conseguir dados mais precisos e que irão permitir no futuro a análise adequada dos dados dentro do tópico do estudo. Muitas vezes, os pesquisadores coletam dados utilizando-se de técnicas inapropriadas, e posteriormentetenta a difícil tarefa de “encaixar” os dadoscoletados através de métodos não ideais dentro dos modelos desejados, quando na verdade a metodologia deveria ser pensada e discutida antes mesmo da coleta de dados.

Sendo assim, antes do início da coleta de dados, é necessário um entendimento profundo sobre as possíveis metodologias envolvidas no estudo e as diferenças entre elas. É importante também compreender como a escolha de uma metodologia específica poderá impactar o desenvolvimento da linha de pesquisa, assim como a maneira de coletar dados e a sua interpretação.

O que é um plano de pesquisa?

Um plano de pesquisa é a estruturação conceitual de um projeto. Essa estruturação envolve o entendimento das teorias específicas da área estudada e da utilização de métodos e técnicas disponíveis de uma maneira assertiva. Um bom plano visa explorar de maneira sistemática as metodologias previamente descritas para uma determinada linha de pesquisa com o objetivo de responder perguntas da maneira mais eficiente possível. Além disso, novas metodologias de pesquisa podem ser necessárias para responder perguntas ainda não solucionadas. Isso permitirá o avanço do conhecimento em uma determinada área. Um plano de pesquisa detalhado, contendo um profundo entendimento das técnicas existentes, ajudará a guiar o desenvolvimento de novas metodologias através, por exemplo, do melhoramento de técnicas previamente descritas.

Um plano de pesquisa bem desenhado é essencial para definir metas ao longo do projeto. É também importante para escolher as metodologias de pesquisa mais apropriadas para responder algumas questões logo em fases iniciais do trabalho. A execução eficiente de um projeto começa com um bom plano de pesquisa; um planejamento meticuloso pode ser determinante para o sucesso de uma linha de pesquisa e na qualidade dos dados levantados frente a questões científicas.

Quais são as metodologias mais frequentemente utilizadas em pesquisa?

A natureza da sua linha de pesquisa irá definir quais metodologias serão mais adequadas para a coleta de dados. Entretanto, é fundamental entender as diferenças entre metodologias que empregam o uso de dados quantitativos, qualitativos ou a combinação de ambos.

Metodologias quantitativas são amplamente utilizadas por serem objetivas, comensuráveis, comparativas e de interpretação mais direta. Geralmente as metodologias quantitativas utilizam técnicas e instrumentos analíticos para medir parâmetros ou realizar contagens sistematicamente. Como as metodologias quantitativas geram dados numéricos, a sua análise frequentemente utiliza técnicas estatísticas para ajudar na tomada de decisões, mostrando quais resultados são significantes. Além disso, como dados quantitativos normalmente se enquadram em modelos estatísticos, é possível se estimar o tamanho amostral adequado para a condução da pesquisa e geração de dados mais precisos e análises concretas.

Entretanto, se o objetivo da sua pesquisa é conseguir dados para entender profundamente significados intangíveis, como: a percepção do público sobre um produto, entender os diferentes perfis da sua audiência, ou entender significados, crenças e experiências relacionados a algum evento, possivelmente você deverá utilizar metodologias que utilizam levantamento de dados qualitativos. Em geral, a interpretação de dados qualitativos requer mais experiência, é mais subjetivo e mais sensível a decisões subjetivas. Contudo, existem metodologias qualitativas bem estabelecidas para ajudar tanto na coleta de dados quanto na análise e interpretação de dados qualitativos.

Para algumas linhas de pesquisa, o melhor entendimento das perguntas pode depender da combinação de dados tanto quantitativos quanto qualitativos. Não raramente pesquisadores tentam realizar a quantificação de dados qualitativos: um desses casos são as pesquisas de satisfação de clientes no qual adota-se uma escala arbitrária para se entender parâmetros qualitativos (Por exemplo: “Em uma escala de 1 a 10, como você classificaria a sua experiencia com determinada marca?”). Tais dados de natureza mista qualitativa-quantitativa poderiam ser analisados de maneira fria através do uso de estatística. Entretanto, a interpretação destes dados ainda estaria sujeita a experiência do pesquisador, dado que a quantificação desta pesquisa não foi realizada através de uma mensuração sistemática, mas através de um dado subjetivo (no exemplo citado acima, a percepção do cliente em relação a marca citada), portanto sujeita a vieses.

Considerações práticas sobre planos de pesquisa e metodologias adotadas

Para todas as finalidades, devemos sempre ponderar se a metodologia adotada é a mais adequada para tomadas de decisões baseadas nos resultados obtidos. Por exemplo, o engenheiro desenvolvendo baterias sempre deve ponderar se suas medidas de eficiência o permitem concluir qual bateria é a melhor. Caso a metodologia de pesquisa tenha se mostrado assertiva em responder perguntas de maneira pragmática, podemos considerar que o plano de pesquisa inicialmente montado foi bem realizado e que a pesquisa desenvolvida atingiu seu objetivo em responder à questão de interesse.

Outros fatores que devem ser levados nas considerações práticas são os custos relativos aos recursos (tempo, dinheiro, quantidade de pessoas envolvidas) exigidos para a realização da pesquisa utilizando a metodologia escolhida. Como dito anteriormente, um bom plano de pesquisa deve conseguir responder as perguntas da maneira mais eficiente possível em vista da realidade de recursos cada vez mais excassos para pesquisa.

Portanto, fica claro que um plano de pesquisa mal elaborado eventualmente poderá ocasionar em perda de tempo e recursos alocados. Assim, antes de começar qualquer coleta de dados, todo pesquisador deve ter um bom plano de pesquisa com um levantamento detalhado das metodologias disponíveis. Isto irá permitir coletar eficientemente dados, otimizando os seus recursos e tempo.

 

 

Leave a Reply

avatar
  Subscribe  
Notify of
X

Inscreva-se para ler mais

Inscreva-se gratuitamente para obter acesso completo a todos os nossos recursos em pesquisa escrita e publicação acadêmica, incluindo:

  • 2000+ artigos de blogs
  • 50+ Webinars
  • 10+ Podcasts especializados
  • 50+ Infográficos
  • Fórum Q&A
  • 10+ eBooks
  • 10+ Checklists
  • Guias de Pesquisas
[i]
[i]
[i]
[i]