17

Anexo e apêndice: você sabe a diferença?

O que os gênios da matemática, os visionários da ciência, os gurus da economia, os juristas, os líderes do governo, os especialistas em negócios e as mentes mais brilhantes do mundo acadêmico têm em comum? Não importa os seus níveis de qualificação e o quão informados são em seus campos, todos eles têm que lutar com os requisitos técnicos dos seus artigos ou relatórios científicos. Quase sempre, todos eles se deparam com os termos “apêndice” e “anexo”. Em particular, pesquisadores e acadêmicos de todos os níveis e de todas as áreas se sentem confusos com os anexos. O que é um anexo, por que é importante para os pesquisadores e qual a diferença entre um anexo e um apêndice? Vamos dar uma olhada rápida no anexo do seu artigo científico.

Apêndice e anexo no seu trabalho de pesquisa

Muitos pesquisadores estão mais familiarizados com o apêndice do que com o anexo. Tal como o anexo, o apêndice é um suplemento ou uma informação suplementar de um artigo científico, mas não faz parte do corpo do manuscrito. Ele contém informações que ajudam os leitores a entender a tese ou fornece informações essenciais sobre o processo de pesquisa. No entanto, essas informações são ou longas ou detalhadas demais para caberem no texto principal. Essas informações podem, por exemplo, incluir conjuntos complexos de gráficos ou tabelas, ou podem assumir a forma de longas listas de dados brutos, como dados populacionais.

Um apêndice é um tipo de anexo. Em outras palavras, cada apêndice é um anexo, mas nem todo anexo é um apêndice.

Claramente, os dois termos estão intimamente ligados. Na prática, porém, podemos fazer algumas distinções gerais entre os dois termos. O Contexto e a Autoria são as Principais Diferenças.

Autossuficiência

Um anexo tem existência própria. Se você anexar documentos adicionais no final do seu artigo científico, mas fizerem sentido e fornecerem informações importantes, mesmo fora do contexto do seu trabalho, você poderá classificá-los como anexos.

  • Um apêndice tende a ser mais intimamente ligado ao corpo principal do documento do que um anexo. Um apêndice não é muito informativo ou valioso fora do contexto do seu artigo. Embora um apêndice realça ou acrescenta o seu artigo científico, adicionando detalhes como ilustrações ou estudos de casos, nunca é apresentado aos leitores por si só.

Autoria

  • Geralmente (mas nem sempre), o autor de um anexo é diferente do autor do trabalho de pesquisa. Por exemplo, você pode anexar um artigo de notícias históricas, um relatório de laboratório de um outro cientista ou um conjunto de dados demográficos de uma ONG.
  • Um apêndice, por outro lado, é quase sempre criado pelo autor do artigo científico.

Você pode estar se perguntando se realmente precisa entender a distinção entre anexo e apêndice, contanto que você esteja anexando todo o material suplementar exigido pelo seu trabalho de pesquisa. Precisa, sim! Dependendo do guia acadêmico ou de estilo de publicação com o qual você está trabalhando, talvez seja necessário escrever ou formatar um anexo de maneira diferente de um apêndice. Sua indexação, numeração de página, forma de anexação a um trabalho de pesquisa, etc., são alguns dos aspectos que podem ser diferentes de um anexo para um apêndice.

 

As minúcias

Agora vamos examinar alguns exemplos específicos de apêndices e anexos.

Bibliografia

  • Se a sua bibliografia tiver a forma de uma lista de leituras gerais recomendadas em relação ao assunto do seu trabalho de pesquisa, mas não der informações sobre os trabalhos específicos citados no texto principal, é um anexo. O tema e o escopo do artigo determinam o conteúdo do anexo bibliográfico, mas não a pesquisa específica sobre a qual você realmente escreveu e referenciou.
  • Se sua bibliografia fornecer citações detalhadas de fontes às quais você faz referência no artigo em si, então é um apêndice. O conteúdo do apêndice bibliográfico é determinado exatamente pelo que você pesquisou e pelo que escreveu no artigo.

Correspondência

  • Se você anexar cópias de cartas que relatam o tema do artigo científico que enviou a membros de seu círculo pessoal, isso é um anexo. Você não é o autor dessa correspondência e a troca de cartas originais não tem nada a ver com o seu trabalho de pesquisa.
  • Se você anexar e-mails que você trocou com colaboradores ou temas de pesquisa, isso é um apêndice. Você é o autor dessa correspondência e a correspondência ocorreu no contexto específico de sua pesquisa e da redação do artigo.

Entrevistas

  • Se você anexar uma entrevista que um periódico fez sobre um tema que é assunto do seu trabalho de pesquisa, isso é um anexo. Você não organizou a entrevista por conta própria e ela foi originalmente publicada fora do contexto da sua própria pesquisa.
  • Se você anexar as transcrições completas das entrevistas às quais você refere no seu artigo científico e que você mesmo conduziu, isso é um apêndice. Você realizou as entrevistas como parte da sua pesquisa pessoal para o artigo.

E depois?

Qualquer que seja o seu campo ou especialização, se você estiver fazendo e documentando apropriadamente uma pesquisa séria, precisará fazer um uso intenso e bem informado do anexo e entender como se diferencia do apêndice. Veja um exemplo de como anexos são usados, e deixe-nos saber as suas dúvidas e experiências pessoais nos comentários.

O anexo é um aspecto importante de um artigo científico. Para obter mais informações sobre outras seções de um trabalho de pesquisa, você pode verificar a estrutura de um trabalho de pesquisa. Também certifique-se que o seu manuscrito cobriu todas as seções e está pronto para ser submetido a uma revista de renome.

Leave a Reply

avatar
  Subscribe  
Notify of