17

Resumo e introdução: você sabe a diferença?

Ross quer publicar sua pesquisa. Ele senta-se para elaborar seu manuscrito. Depois de completar o resumo, ele escreve a introdução. Aí ele encontra-se um pouco confuso. O resumo e a introdução são a mesma coisa? Qual é a diferença no conteúdo destas duas seções?  Este é um dilema enfrentado por muitos jovens pesquisadores durante a elaboração do seu primeiro artigo. O resumo é semelhante a um sumário, mas bem conciso e direto. Já a introdução de um artigo é mais detalhada. Ela explica por que você conduziu o estudo, o que você pretendia conseguir e qual é a sua hipótese. Vamos aprender mais sobre a diferença entre resumo e introdução.

O resumo

No resumo não é necessário descrever os detalhes de um estudo, como métodos e medições. Um resumo fornece ao leitor uma descrição clara do seu estudo e resultados sem que o leitor tenha que ler o artigo inteiro. O resumo é uma ferramenta importante para os pesquisadores que precisam examinar centenas de artigos na sua área de estudo.

O resumo é ainda mais importante em artigos sem acesso aberto. Nesse caso, o resumo permite ter uma ideia dos conteúdos dos artigos, que de outra forma, tinham que comprar para ser lidos. Na maioria dos casos, os revisores leem o resumo para decidir se continuam a revisar o artigo, o que é importante para você.

Seu resumo deve começar com uma introdução ou objetivo que afirme claramente porque a pesquisa foi realizada, sua importância para o campo de estudo e quaisquer obstáculos encontrados anteriormente. Deve incluir uma versão muito concisa dos seus métodos, resultados e conclusões, mas sem referências. Apesar de ser conciso, o resumo deve fornecer informações suficientes para que o leitor não precise ler todo o artigo. A maioria das revistas pede que o resumo tenha no máximo entre 200 a 250 palavras.

Formato de um resumo

Existem dois formatos de resumo: “estruturado” e “não estruturado”. Um resumo estruturado ajuda o leitor a encontrar informações relevantes muito rapidamente. É dividido em seções, que são claramente definidas por títulos da seguinte forma:

  • Introdução: Informações mais recentes sobre o tema; frases-chave que despertam o interesse (por exemplo, “… o papel desta enzima nunca foi claramente entendido”).
  • Objetivo: seus objetivos; o que o estudo examinou e porquê.
  • Métodos: Breve descrição do estudo (por exemplo, estudo retrospectivo).
  • Resultados: Achados e observações.
  • Conclusões: Estes resultados foram os esperados? São necessárias mais pesquisas ou não?

Alguns autores são tentados a escrever demasiado no resumo, mas é bom lembrar que geralmente há um limite máximo de palavras. A ideia é aquela de transmitir os aspectos importantes do estudo sem fornecer muitos detalhes, para que os leitores não tenham que ler todo o texto do manuscrito para encontrar mais informações.

O resumo não estruturado é frequentemente usado em campos de estudo que não se enquadram na categoria da ciência. Este tipo de resumo não é dividido em seções, e resume os objetivos do trabalho, os métodos, etc., em um único parágrafo.

Por fim, você deverá verificar as normas para os autores encontradas na revista escolhida para a publicação. Estas diretrizes descrevem o formato do artigo exigido e a contagem máxima de palavras do seu resumo.

A introdução

A introdução é a primeira seção do seu artigo científico. Não é uma repetição do resumo. Não fornece dados sobre métodos, resultados ou conclusões; no entanto, proporciona informações mais detalhadas sobre o contexto e descreve antecedentes do tema. Também explica a sua hipótese, o que você tentou descobrir ou as questões que queria resolver. A introdução também explica se e por que a sua pesquisa é nova naquela área de estudo e porque é importante.

Geralmente é uma boa ideia esperar até que o resto do artigo esteja concluído antes de redigir sua introdução. Isso ajudará você a manter o foco nos pontos importantes do artigo. A introdução, ao contrário do resumo, deve conter citações de referências bibliográficas. A informação ajudará a guiar os seus leitores através do resto do seu documento. Os pontos-chave a lembrar ao redigir a introdução são:

  • Início: A importância do estudo.
  • Tom e tempo verbal: Formal, impessoal; tempo presente.
  • Conteúdo: Breve descrição do artigo, mas sem resultados e conclusões.
  • Comprimento: Geralmente, até quatro parágrafos. Isso, pode variar ligeiramente de acordo com as diretrizes da revista.

 

Depois de ter certeza de que você não tem mais dúvidas quanto à diferença entre o resumo e a introdução, revise e envie seu artigo.

Que dificuldades você teve ao escrever um resumo ou introdução? Você conseguiu resolvê-las? Por favor, partilhe as suas experiências conosco na seção comentários abaixo.

Leave a Reply

avatar
  Subscribe  
Notify of