Por que o SCImago Journal Rank é importante?

SCImagoDesenvolvido em 2008 pelos professores Félix de Moya e Vicente Guerrero da Universidade da Estremadura (Espanha), o índice SCImago Journal Rank se coloca no contexto internacional como mais um recente e promissor método para avaliar periódicos científicos. Embora o fator de impacto (Thomson Reuters) ainda seja o principal índice usado para tais fins, este vem sendo muito criticado nos últimos anos, em particular pelo fato de seu método de avaliação dar muito peso à quantidade de citações recebidas pelos periódicos científicos sem considerar a qualidade do conteúdo publicado como critério de avaliação. Neste quesito em particular, o índice SCImago se propõe a superar o fator de impacto.

Como funciona o SCImago Journal Rank?

O índice SCImago avalia e ranqueia periódicos … [Continue Lendo]

O que é o Eigenfactor e qual sua relevância na avaliação de periódicos?

eigenfactor_logoComo avaliar um periódico? Sendo periódicos científicos obras compostas por um conjunto de artigos, a questão não é de fácil resposta e há formas distintas de se fazer isso em diferentes áreas de conhecimento e em diferentes países. Uma forma recente de avaliar periódicos é o índice eigenfactor, desenvolvido em 2007 na Universidade de Washington por uma equipe coordenada pelo professor Carl Bergstrom.
Como funciona o Eigenfactor?

O eigenfactor é um índice de caráter quantitativo e seu objetivo é calcular a importância total de um periódico para a comunidade científica, abrangendo dados a partir de 1995 até os dias atuais. Para ser calculado, este índice leva em consideração as citações recebidas pelos artigos de um periódico, adotando como parâmetro … [Continue Lendo]

As revistas científicas mais caras são mais influentes?

O preço da assinatura de revistas científicas continua a aumentar mais rapidamente do que os orçamentos das bibliotecas. Revistas publicadas por editores profissionais normalmente custam às bibliotecas cerca de três vezes mais do que as revistas produzidas por editores não profissionais. Como resultado, os orçamentos das bibliotecas chegam aos seus limites enquanto que os editores são capazes de extrair grandes lucros por parte da comunidade universitária. As publicações de acesso livre têm sido apontadas como uma potencial solução para esta crise. Entretanto, o que falar do prestígio inerente às revistas científicas famosas e de grande custo? O custo elevado é sinônimo de maior influência na comunidade científica?

Tal questão tem incomodado o meio acadêmico ultimamente. O ganhador do prêmio Nobel, … [Continue Lendo]