Quais são os efeitos da má conduta acadêmica na carreira de um autor?

19 September 2014  |  Postado em Mundo Editorial Científico   |  Sem Comentário  |  Faça um Comentário

crossing-fingers_EnagoUma das principais questões que muitas vezes se coloca quando se fala sobre má conduta acadêmica é a da intenção do pesquisador acusado de tal prática. Por exemplo: a publicação de resultados falsos pode ser produto de um estudo mal conduzido (o que incorre em negligência) ou da deliberada fabricação ou falsificação de dados, o que já incorre num problema ético. Já em outros casos, como o plágio, o problema ético se coloca de forma mais evidente. De todo modo, seja calculada ou acidental, a má conduta científica pode ter consequências graves para o pesquisador, por isso todo cuidado é pouco para evitar erros que conduzam à má conduta e é necessário consciência para avaliar que planejar este tipo de ação pode ser um péssimo negócio.

Quais as implicações da má conduta acadêmica?

As consequências da má conduta acadêmica para a carreira do pesquisador são graves porque ela implica numa série de consequências danosas ao entorno científico. Se a pesquisa for financiada por alguma instituição ou fundo de pesquisa, sua invalidação (que geralmente ocorre após a constatação da má conduta científica) implica na perda dos recursos financeiros investidos, ou seja, num prejuízo. Se a publicação for veiculada num periódico de submissão paga, há ainda o prejuízo do investimento feito pelo periódico para a publicação (já que há o investimento feito no processo editorial) e para quem pagou a taxa de submissão (geralmente custeada pela instituição à qual o pesquisador é filiado). A depender do caso, o pesquisador pode ser acionado juridicamente, incorrendo em mais gastos para a instituição pela qual responde.

Mas este prejuízo não é só de ordem financeira, é de ordem científica também, visto que a depender do tempo que demore para que a má conduta seja descoberta a pesquisa com dados equivocados pode servir de fonte para outros pesquisadores, que terão seus resultados parcialmente ou totalmente invalidados devido à má conduta acadêmica de terceiros. Em áreas de aplicabilidade prática mais direta, como a Medicina, os resultados de uma pesquisa produzido num contexto de má conduta podem colocar a vida de várias pessoas em risco. Ou seja: as possíveis perdas para a comunidade acadêmica são variadas e profundas, por isso a má conduta científica tende a ser punida com rigor e a “manchar” o histórico do pesquisador.

Consequências para o pesquisador

Como já foi mencionado, a primeira sanção costumeira em casos de má conduta acadêmica é a invalidação dos resultados da pesquisa produzidos nestas condições.  A depender do caso, o pesquisador pode sofrer sanções disciplinares da instituição à qual é filiado, e  como o processo se dá de forma pública, pode-se dizer que sua reputação fica “marcada” pelo fato, o que pode indiretamente comprometer suas chances futuras de promoção profissional e aquisição de recursos para financiar nova pesquisas.

Sobre prejuízos mais diretos, uma pesquisa publicada este ano na eLife revelou que o dano mais comum para a carreira de pesquisadores após casos de má conduta científica é o declínio significativo no número de publicações. Em alguns casos a situação é tão grava que o autor chega a parar de publicar completamente. Outro dado observado foi também a drástica diminuição no número de citações de trabalhos dos autores descobertos realizando este tipo de prática, uma vez que a identificação de um caso de má conduta acadêmica em suas carreiras tende a colocar em dúvida todo o resto de suas produções. Diante disso conclui-se que seja lá o que leve um pesquisador a incorrer em má conduta acadêmica de forma planejada, as consequências que pode vir a enfrentar caso seja pego em delito causarão muito mais prejuízo a sua carreira que qualquer tipo de benefício que possa vir a obter através da prática irregular.

Anterior
6 elementos fundamentais para uma tradução de qualidade
Próximo
Como escrever uma revisão de literatura científica

Escreva seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *