Estrutura de artigos científicos

Os artigos científicos constituem a unidade de informação da revista científica. Por meio deles, as informações do autor são transformadas em conhecimento científico, que é de domínio público. Se o artigo é divulgado adequadamente, ele poderá ser lido, citado e utilizado por outros profissionais.

A dificuldade em estruturar os artigos científicos é um dos obstáculos mais comuns para quem está iniciando a carreira acadêmica e até para pesquisadores experientes. Por conta disso, segue abaixo um guia prático para a organização do artigo:

1. Resumo

  • O resumo deve representar de forma fiel o conteúdo do trabalho;
  • Apresente o objetivo do trabalho de forma clara e sucinta;
  • Inclua as informações de maior relevância sobre o escopo, métodos, descobertas, resultados, conclusões e recomendações;
  • Não inclua citações ou referências a figuras e tabelas;
  • Defina símbolos que não são comuns e abreviações;
  • Não inclua tabelas ou ilustrações;
  • O resumo deve ser escrito de forma a poder ser lido independentemente.

2. Introdução

  • Introduza o assunto e a informação necessária para o leitor entender o resto do artigo;
  • Defina o objetivo e o escopo do trabalho;
  • Não apresente descobertas ou conclusões;
  • Explique a organização do artigo quando o artigo é longo ou complexo;
  • Escrever o objetivo do estudo primeiro ajuda a focar o artigo;
  • Exceto pelo objetivo, o resumo e a introdução devem ser escritos depois do resto do artigo.

3. Materiais e métodos

  • Descreva os métodos, hipóteses e procedimentos usados;
  • Discuta como os dados foram analisados e como as incertezas foram consideradas;
  • Mesmo quando os detalhes foram publicados anteriormente, apresente uma breve descrição que permita ao leitor avaliar os resultados sem consultar as referências de forma excessiva;
  • Apresente detalhes suficientes sobre o procedimento, equipamento e análise que permitam a replicação dos resultados;
  • Apresente apenas detalhes pertinentes ao presente estudo; não apresente informação introdutória e geral.

4. Resultados e discussão

  • Apresente as descobertas do estudo;
  • Na discussão, apresente a acurácia dos resultados e sua significância;
  • Detalhes que não são essenciais para o entendimento dos resultados devem ser incluídos no apêndice;
  • A discussão explica os resultados, mas não os interpreta.

5. Conclusões

  • Interprete os resultados e discuta suas implicações;
  • Não apresente material novo;
  • As conclusões podem incluir deduções que são independentes das condições específicas do estudo em questão, descobertas específicas do estudo e opinião ou recomendação dos autores (por exemplo, outros estudos que podem ser realizados ou possíveis áreas de investigação);
  • Escreva essa seção de forma a poder ser lida independentemente.

6. Agradecimentos

  • Agradeça às agências de fomento que financiaram o estudo;
  • Se necessário, agradeça àqueles que contribuíram para o estudo, mas não a ponto de merecer inclusão como coautores.

Por inexperiência ou até mesmo falta de tempo, muitos pesquisadores se confundem na hora de organizar sua pesquisa científica de acordo com as normas definidas. Por conta disso, muitos pesquisadores procuram empresas especializadas para auxiliá-los nesta empreitada. Tais empresas oferecem serviços de Revisão por Pares e, caso o pesquisador deseje publicar seu artigo científico em revistas internacionais, serviços de Revisão de Inglês para manuscritos desta natureza.

Referências:

Anterior
Pedido de financiamento de pesquisas
Próximo
Como promover meu artigo científico?

Escreva seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *