Como reconhecer conflito de interesse

08 August 2014  |  Postado em Dicas para Autores, Pensando em Submeter seu Artigo?, Quer Publicar? O que devo saber?   |  Sem Comentário  |  Faça um Comentário

conflito de interesseConflito de interesses é um tema cuja relevância tem sido amplamente reconhecida no mundo acadêmico, embora sua discussão no Brasil ainda seja pequena. O fato de uma pesquisa receber apoio financeiro de entidade que tem interesse direto no tema a ser estudado não implica necessariamente que as conclusões dos pesquisadores sejam enviesadas.

Mas toda vinculação desse tipo, tanto do estudo como de seus participantes, deve ser formalmente informada às instituições que dão suporte ao trabalho e também à revista científica que o publica. Essa situação é definida como de potencial conflito de interesse, segundo os preceitos da chamada ética da pesquisa.

O conflito de interesses surge, em pesquisa clínica, quando um ou mais de um dos participantes do processo — sejam os pesquisadores ou até mesmo o editor e/ou o revisor do periódico no qual, eventualmente, o trabalho será publicado — têm ligações com instituições ou interesses que possam prejudicar a lisura da investigação ou restringir a competência e a imparcialidade para avaliação da mesma.

A esses interesses, soma-se o interesse ético e profissional dos pesquisadores em realizar seu trabalho segundo a boa metodologia científica, bem como o interesse da sociedade em dispor de um produto apto a resolver problemas, mas com garantias razoáveis de que os riscos de possíveis efeitos colaterais tenham sido adequadamente avaliados. Esses múltiplos interesses podem, é certo, convergir – mas também é certo que podem divergir. Seja como for, configura-se uma situação, bem descrita pelo termo “potencial conflito de interesses”, cujas ressonâncias tanto éticas quanto propriamente científicas não podem ser subestimadas.

Por conta disso, os conflitos de interesses são generalizados e inevitáveis na vida acadêmica. O desafio não é erradicá-los, mas reconhecê-los e manejá-los adequadamente. A única prática aceitável é que sejam expostos claramente e que todas as pesquisas passem pelo crivo dos comitês de ética em pesquisa.

Para reconhecer tais situações, em todas as fases da produção científica, para todos os atores dos processos de produção e divulgação, a preocupação com a identificação e controle das situações de conflito de interesses é fundamental para que haja credibilidade na produção científica. Devemos sempre ter em mente que o conflito de interesses relevante é aquele que, quando revelado tardiamente, faz com que um leitor razoável se sinta enganado. Está mais do que na hora de nossas universidades assumirem, como uma questão institucional, o lidar com o conflito de interesses na produção acadêmica, em especial quando há grande assimetria de poder entre os atores desse processo. A universidade, como locus privilegiado de produção de conhecimento científico, é também responsável pela credibilidade dos resultados das pesquisas que realiza.

Entretanto, muitos pesquisadores têm dificuldade de identificar e gerenciar tais conflitos. Por conta disso, muitos deles buscam empresas especializadas no auxílio à publicação e revisão de artigos científicos. Tais empresas costumam oferecer serviços de suporte à publicação e serviços de revisão por pares, para evitar que tais situações ocorram e aumentar as chances de um artigo ser aceito por uma determinada revista científica.

Referências:

Anterior
Conheça 9 práticas eficazes para traduzir obras literárias
Próximo
O que é o Eigenfactor e qual sua relevância na avaliação de periódicos?

Escreva seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *