Como escolher o periódico adequado para publicar o seu artigo?

30 June 2017  |  Postado em Dicas, Pensando em Submeter seu Artigo?, Quer Publicar? O que devo saber?   |  Sem Comentário  |  Faça um Comentário

A quantidade de periódicos existentes hoje é certamente muito maior do que há alguns anos, quando as revistas online ainda não existiam. Isso não quer dizer, porém, que publicar tenha se tornado uma atividade mais simples: se o número de publicações aumentou, o de pesquisadores parece ter se expandido ainda mais. E para complicar, as revistas de maior prestígio continuam sendo praticamente as mesmas, elevando ainda mais a concorrência. Apesar disso, você sabia que uma das grandes causas de rejeição de artigos ainda é a escolha inadequada de periódicos? Confira algumas dicas para evitar esse problema.

Conheça as revistas de prestígio da sua área

Seria muito fácil se após a redação de cada artigo, você procurasse e encontrasse um periódico com escopo que se encaixasse perfeitamente ao seu trabalho, que possuísse um alto fator de impacto e que ainda estivesse com prazo de submissão em aberto.

Como esse cenário é improvável, é preciso esclarecer que o pesquisador é quem deve buscar todas essas informações antes do processo de submissão. Ele deve conhecer as boas revistas de sua área de pesquisa, deve acompanhar os tipos de artigos que são publicados, as normas exigidas, o calendário de cada uma. Parecem muitas informações, mas o cadastro em diretórios acadêmicos e em listas de e-mail pode ser o primeiro passo para assimilar esses aspectos.

Sempre que tiver oportunidade, procure informações sobre novas revistas e converse com colegas e professores sobre o prestígio delas em sua área. Lembre-se que não basta publicar, o maior objetivo é que outros pesquisadores conheçam o seu trabalho.

Atenção às métricas!

Com a grande oferta de publicações, as métricas se tornam um aspecto cada vez mais importante. Desse modo, não basta publicar, é preciso publicar em periódicos bem avaliados.

As principais medidas se baseiam no número de citações recebidas e a mais conhecida é o fator de impacto. No Brasil, a avaliação de periódicos nacionais e internacionais é feita pelo índice Qualis, desenvolvido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). O Qualis também é um parâmetro importante para a avaliação nacional de currículos.

Os iniciantes devem observar que apenas publicações em periódicos com Qualis a partir do conceito B1 (o índice tem classificações de C a A1) costumam ser consideradas em editais (ainda que o número total de publicações tenha relevância).

 

Crie sua estratégia de publicação

É fundamental ter uma estratégia de publicação para não perder a oportunidade de publicar em periódicos relevantes. Para isso, reserve sempre um período para produzir artigos e para pesquisar por periódicos que interessem a sua linha de pesquisa. Conhecer previamente as revistas nas quais deseja publicar pode auxiliar na composição de artigos plenamente adequados às normas do periódico. Esse tipo de planejamento dará mais foco ao seu trabalho e aumentará a sua produtividade.

A importância de publicar em revistas internacionais

Em muitas áreas de conhecimento, os periódicos de maior prestígio são os internacionais. A publicação nesse tipo de revista pode fortalecer o seu currículo e ampliar o público que terá acesso a sua pesquisa.

Uma das principais barreiras desse mercado é o alto custo para publicação. Quando o pesquisador tem recursos institucionais ou particulares, o pagamento das taxas costuma ser considerado um investimento, mas se o cientista não dispõe desses meios, ele pode procurar por periódicos internacionais de acesso livre, que não possuam taxas ou que estabeleçam valores mais acessíveis. Durante essa busca, os critérios anteriores também devem ser observados: conheça as revistas nas quais deseja publicar e observe o prestígio e as métricas.

Atenção aos periódicos predatórios!

Com a concorrência, é preciso identificar os periódicos predatórios, aqueles que aceitam dinheiro para publicar trabalhos e não possuem prestígio, já que na maioria das vezes não têm critérios editoriais ou sistema de revisão por pares. Verifique sempre a credibilidade e o fator de impacto das revistas para não expor o trabalho no lugar errado e manchar o próprio currículo.

Persista

Por fim, vale lembrar que as primeiras tentativas de publicação nem sempre serão bem sucedidas, mas esse é um aspecto natural do processo de pesquisa. Aproveite ao máximo as sugestões dos revisores para aprimorar o trabalho e use essas experiências para melhorar as suas estratégias de publicação. Essa postura certamente aumentará a qualidade dos seus artigos e lhe permitirá a compreensão dos mecanismos de publicação.

Anterior
A Enago Oferecerá Serviços de Revisão aos Autores da AAAS
Próximo
PESQUISA: PLANEJAR É PRECISO

Escreva seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *