Avaliação de Revisão por Pares (ARP): métrica para deixar a Revisão por Pares transparente

peer-review-evaluationA qualidade dos artigos de uma revista é em grande parte determinada pela qualidade da sua revisão por pares. Este mecanismo de triagem é projetado para assegurar que os dados e conclusões apresentados nos documentos são de confiança e justos. Mas como podemos determinar a qualidade do processo de revisão de uma revista? Alguns revisores são rigorosos, alguns atuam conforme as recomendações. Investigações jornalísticas têm mostrado que publicações absurdas podem passar pela revisão por pares em muitas revistas. Nesse caso, ou a revisão por pares não existe ou ela falhou. Até recentemente não havia nenhuma maneira de determinar rapidamente se uma revista tinha um bom sistema de revisão por pares no lugar. Agora talvez exista.

ARP: Uma Avaliação da Qualidade da Revisão por Pares

A Avaliação de Revisão por Pares (APR) “PRE (Peer-Review Evaluation)”, de propriedade da STRIATUS/JBJS, Inc., editora do The Journal of Bone & Joint Surgery, é um sistema de avaliação e classificação da qualidade de revisão por pares de trabalhos individuais e das revistas que os publicam. É uma espécie de selo de aprovação pelo bom trabalho (Selo de Aprovação pela boa prática) que uma revista irá exibir para mostrar que a sua revisão por pares é adequada. Eu entrei no site da ARP (PRE) em pre-val.org para descobrir como ele funciona. Não sendo um cientista da computação, eu lutei um pouco com os conceitos de metadados e um programa de aplicação de interface, mas acredito que compreendi a essência.

Como o ARP (PRE) avalia a Revisão por Pares

Por quantas revisões o artigo passou?
Quem participou do processo de avaliação (por exemplo, revisor, editor associado, editor)?
Quem eram os colaboradores?
Quais foram os comentários dos revisores?
Houve possibilidade de plágio?
A revista é membro da Comissão Ética de Publicação (COEP)?

Uma vez que uma revista se inscreve no serviço ARP (há uma taxa), ela fornece à ARP algumas informações sobre o seu processo de revisão. Considere o seguinte exemplo:

O programa de computador, presumivelmente com a ajuda de uma pessoa real, leva esses dados e atribui uma pontuação indicando a qualidade do processo de revisão.

Eu sou a favor de um sistema de classificação de revisão por pares imparcial como ARP e acho que seria um benefício real para os leitores e para as revistas acadêmicas. Mas eu tenho algumas perguntas sobre o processo de Avaliação de Revisão por Pares (ARP). Principalmente, como é que a ARP vai verificar os dados que lhes são fornecidos pela editora? Por exemplo, a ARP não pode simplesmente acreditar no que as revistas que dizem sobre o ilustre professor ABC avaliou de um artigo; o professor terá de ser comunicado para verificar isso. Será que esta verificação viola a confidencialidade que alguns usuários esperam? Consultando o site da ARP, parece que divulgar a identidade dos revisores é opcional, então eu não tenho certeza de que a verificação aconteceria.

Tudo no sistema de classificação ARP é uma boa ideia e pode vir a ser uma ferramenta útil para os pesquisadores. Um aviso da STRIATUS / JBJS, Inc. Com certeza há algum jornalista por aí que vai querer testar o sistema ARP enviando um artigo falso para revistas avaliadas. Projete o seu sistema de classificação com isso em mente.

Vamos ver a opinião de alguns dos nossos especialistas da indústria sobre a ARP.

Opiniões dos nossos especialistas sobre a ARP *
Lynne

A ARP vai ficar mais e mais valiosa, porque ela vai se tornar um símbolo não só para artigos confiáveis, mas também para revistas altamente respeitáveis e confiáveis.

O processo da revisão por pares é projetado para garantir a originalidade, qualidade e validade dos artigos publicados em revistas acadêmicas. Ele tem sido aceito como um sistema que garante a autenticidade e honestidade do trabalho realizado. …

Doutorado em Ciências do Ambiente
25 anos de experiência em Pesquisa e Técnica de escrita, Estados Unidos, US
Laura

Eu me preocupo com a eficácia do serviço proposto e com a facilidade para garantir verdadeiramente que a “peer review” ocorra como planejado

Não há dúvida de que a transparência no processo de revisão por pares é urgentemente necessária. Especificamente, e de forma preocupante, a revisão por pares é muitas vezes um processo tendencioso. Intencionalmente ou não, …

Doutorado em Biologia Celular e Molecular
10 anos de experiência em Experiência em Ciência da Edição, Estados Unidos
Maria

Esta avaliação não é inteiramente baseada em critérios de representatividade

A Avaliação de Revisão por Pares, também conhecida como pre-val (PRE), tem como objetivo avaliar se o processo de avaliação por pares segue alguns padrões mínimos. Ela é baseada em dados fornecidos pelo próprio responsável pela publicação…

Doutorado em Biologia
12 anos de experiênica em Ciência da Edição, Reino Unido
Hiroshi

Novos serviços, como a ARP (Avaliação de Revisão por Pares) fazem o trabalho de determinar quais fontes são válidas e pode salvar os pesquisadores não só quanto ao tempo, mas quanto a preciosa credibilidade

Para qualquer pesquisador profissional, precisão e legitimidade são vitais. Sua reputação e meios de subsistência dependem da integridade de cada publicação. Se algum dos, …

MS em Tecnologia da Informação
11 anos de experiência em tradução de EN>JP, Japão
Stephanie

Quem ler um artigo que foi revisado através da ARP pode confiar no processo de revisão ao qual o artigo foi submetido.

Para aumentar o sentimento de confiança entre os leitores de artigos de revistas científicas, a transparência do processo de avaliação desses artigos deve também ser aumentada. A transparência é um dos aspectos fundamentais …

Mestrado, Interdisciplinary Studies
6 anos de experiência em Pesquisa e Edição Acadêmica, Estados Unidos
Anterior
A pessoalidade da escrita e suas referidas traduções
Próximo
Principais razões por trás do crescimento da publicação de pesquisas errôneas

Escreva seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *