10 perguntas comuns em entrevistas acadêmicas

entrevistaUma entrevista acadêmica costuma ser longa e detalhada, e não é para menos: ela tem o objetivo de permitir aos avaliadores saber melhor quem é você, qual a qualidade do seu trabalho e como você se encaixa no perfil buscado para a vaga da pesquisa. Confira a seguir algumas técnicas de entrevista para responder a dez perguntas que podem ser feitas a você.

1. Quais seus atuais interesses de pesquisa? – Esta pergunta certamente será feita a você porque é fundamental para dar sustentação ao projeto apresentado e para averiguar a afinidade de seus interesses com os do departamento. Por isso, prepare uma versão longa e uma mais curta para esta resposta, procurando escrevê-la dentro dos termos técnicos de sua área, mas de modo que um não especialista possa entendê-la.

2. Por que você escolheu essa área? – Aqui a banca avaliadora vai averiguar se você está realmente dedicado a esta área de pesquisa ou se simplesmente escreveu uma proposta adequando-a às particularidades específicas deste edital. Para mostrar comprometimento, prepare-se para demonstrar argumentativamente que você realmente tem conhecimento neste campo.

3. Como esta posição se encaixa em seu plano de carreira? – Esta é mais uma das perguntas de entrevista que pretendem averiguar se você tem intenção de dedicar-se ao tema do projeto de pesquisa apresentado ou se está interessado nele apenas provisoriamente para conseguir a vaga que pleiteia. Prepare-se então para demonstrar que ambiciona desenvolver projetos futuros nesta área de pesquisa desdobrando o tema do projeto apresentado.

4. Descreva o melhor e o pior chefe que você já teve. – O objetivo desta pergunta é perceber se você é capaz de trabalhar profissionalmente com pessoas difíceis, por isso uma das habilidades de entrevista fundamentais aqui é a sobriedade: evitar ser passional ao falar sobre suas experiências, procurando sempre enfatizar o seu comprometimento profissional acima de tudo.

5. O que seus colegas de trabalho diriam sobre você? – O desafio desta pergunta é não ser neutro demais e também não se autobajular. Do mesmo modo que na sugestão de resposta anterior, procure enfatizar que sua principal impressão deixada está relacionada ao seu comprometimento com o trabalho e com a integridade do grupo e dos projetos realizados. Seja como for, procure dar uma resposta equilibrada. O equilíbrio é outra das habilidades de entrevista de fundamental importância.

6. De qual realização profissional você mais se orgulha? – Mantenha um tom profissional ao falar sobre este assunto e enfatize a realização pelo ponto visto do que representa em termos de sucesso profissional. Pode ser a aprovação num processo seletivo difícil, uma publicação num periódico de renome, apresentação de trabalho num congresso de grande importância, etc.

7. Como você aprenderia esta rotina de trabalho na ausência de um treinamento formal? – O objetivo desta pergunta é averiguar se você consegue “se virar” caso não haja tempo e recursos disponíveis para um treinamento formal e também diante de dificuldades em geral que se apresentem em sua rotina profissional. Neste caso, procure demonstrar um perfil equilibrado, humilde o bastante para perguntar sempre que não souber o que fazer, mas confiante e preparado o suficiente para tomar a iniciativa e agir por conta própria sempre que possível.

8. Descreva seu maior fracasso e como conseguiu superá-lo. – Não exagere. Caso tenha uma história que se encaixe neste perfil, conte-a de forma sucinta, sem muitos rodeios. Mas se não tiver, seja sincero e diga que isso nunca lhe aconteceu. Neste último caso, procure dizer também o que faria se tal situação lhe ocorresse.

9. Baseando-se nas informações que você coletou sobre esta posição até aqui, quais você acredita serem os maiores desafios desta posição e o que faria para superá-los? Esta pergunta geralmente é feita após um tour pelas instalações da instituição e apresentação de alguns membros do departamento. Caso algum desafio observado desperte sua atenção e você consiga vislumbrar uma forma de superá-lo, vale a pena tentar elaborar uma resposta. Do contrário, ofereça uma resposta genérica que não comprometa sua avaliação, como: “há certamente muito a ser feito, mas eu acho que desafios tornam as experiências mais ricas…”, ou algo do gênero.

10. Qual você acredita ser seu diferencial para ocupar esta posição? – Esta também é uma daquelas perguntas de entrevista mais básicas e que certamente será feita, seja no início ou no final da entrevista. Independente do momento em que ela apareça, procure também aqui oferecer uma resposta equilibrada que apresente suas habilidades e experiência, mas que também demonstre sua disposição para aprender e contribuir com sua qualificação ao progresso da instituição.

Uma última dica: Dominar a class=”text-link” style=”border-bottom: none!important;” title=”Como se preparar para uma entrevista acadêmica?” href=”http://www.enago.com.br/blog/como-se-preparar-para-uma-entrevista-academica/” target=”_blank”>técnicas de entrevista e estar preparado é fundamental, mas sempre deixe um espaço ao improviso para que suas respostas não pareçam “prontas” demais. Procure prestar atenção às perguntas e responda-as de acordo àquilo que lhe foi interpelado para não parecer que você já veio com um texto ensaiado de casa. Lembre-se que agir de forma natural é fundamental para transmitir credibilidade aos avaliadores.

Anterior
Por que não submeter o artigo em mais de um periódico ao mesmo tempo?
Próximo
O que fazer quando você se cansa do seu tema de pesquisa?

Escreva seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *