Transformando Nomes de Autores em Números – Impactos da Orcid

orcidO que um nome nos diz? Nada, de acordo com Shakespeare, mas um pesquisador pensa bem diferente. Queremos o crédito pelo nosso trabalho e não queremos que outra pessoa se aproprie desse crédito ou receba o crédito por qualquer obra que seja nossa. Este é um problema real no contexto editorial atualmente. Se você tem um nome comum [nos EUA], como William Stevenson, é provável que haja mais alguém publicando com esse mesmo nome ou parecido o suficiente para causar confusão. Eu nunca vivi em uma cidade na qual não houvesse vários outros William Stevensons, e se eu algum dia me tornar um romancista vou ter que usar um pseudônimo, já que existe um romancista campeão em vendas com o meu nome.

Em publicações científicas, a situação é particularmente desconcertante na Ásia, onde muitos nomes são semelhantes. De acordo com a revista Nature (http://www.nature.com/news/scientists-your-number-is-up-1.10740), em 2011 havia 3.926 publicações de vários autores chamados Y. Wang, mais de dez por dia. Trabalhos de Chens, Lees, Zhangs e Lis eram muito comuns também. Desse modo, como podemos ter certeza de quem é quem?

Uma possível solução para esta confusão é a Identificação Aberta de Pesquisador e Colaborador (Orcid) [Open Researcher and Contributor ID], que foi lançada em Outubro de 2012. O objetivo é atribuir a cada pesquisador ou instituição um código único de identificação de 16 dígitos que pode ser incluído em uma publicação, eliminando assim qualquer dúvida sobre qual Stevenson ou Lee fez o trabalho. Não há nenhum custo para o pesquisador individual. Para se cadastrar, tudo que o pesquisador precisa fazer é entrar no site da Orcid (https://orcid.org) e inserir o seu nome e endereço de e-mail. O pesquisador também pode incluir publicações, filiações e outras informações. O código se torna um identificador permanente que pode ser associado a todas as contribuições científicas do pesquisador. Também pode ser associado a conjuntos de dados gerados por pesquisas, permitindo acompanhar todos os resultados gerados pelas mesmas. Isto transforma o perfil Orcid em um currículo digital.

Instituições e editoras que quiserem aderir pagam uma taxa pela à Orcid, que pode ser bastante substancial — 25 mil dólares para as instituições maiores. Seus membros incluem prestigiadas editoras, como Elsevier, Springer, Nature e Wiley, e universidades como Cornell e Caltech. As organizações financiadoras estão solicitando as Orcids nos pedidos de subvenção e as associações profissionais também estão incorporando-as nas renovações de adesão. Em 15 de agosto de 2014 o número de cadastrados era de 838.549. Assistindo das arquibancadas estão grandes nomes como a Sociedade Americana de Química, talvez esperando para ver se a Orcid acaba por se tornar um novo Facebook ou MySpace.

Eu sou totalmente a favor de um serviço como este da Orcid e incentivo todos os pesquisadores a se cadastrarem nele. Daqui a dez anos, talvez o código identificador universal seja tão comum como um endereço de e-mail é para nós hoje.

A seguir, vamos conhecer o ponto de vista de alguns dos nossos especialistas do setor sobre este tema.

A opinião dos nossos especialistas sobre a ORCID

Este sistema eliminará qualquer possibilidade de que as transgressões, como a falsificação de dados e o plágio, sejam associadas por engano à pessoa errada.

orchid-1

Eu vejo tais desenvolvimentos como há muito esperados Eu vejo tal evolução como muito atrasada. Com a infraestrutura de computação existente hoje e o grande número de colaboradores no trabalho acadêmico, ela faz todo sentido para tornar o processo de encontrar as obras de um determinado autor o mais eficiente possível. Há tanta informação disponível que é primordial acelerar o processo de triagem para que a informação desejada seja rapidamente localizada e mais tempo seja gasto em seu uso, e não na busca da informação. A Orcid, para os pesquisadores, é responsável por pouco mais de 10% dos membros do ISNI. Enquanto eu suponho ser possível que algumas pessoas se oponham a ser identificadas por um número ou código, eu não posso crer que esta seja uma oposição justificada, já que eu duvido que alguém introduziria um palestrante em uma conferência anunciando a sua identificação Orcid em vez de seu nome! Um dos aspectos mais importantes destes registros inequívocos é que, com um ambiente de pesquisa cada vez mais competitivo provocado pela escassez de financiamento e exigências de propriedade, este sistema eliminará qualquer possibilidade de que as transgressões, como a falsificação de dados e o plágio, sejam associadas por engano à pessoa errada. A Orcid poderia ser usada para identificar revisores falsos, no entanto, uma vez que os nomes dos revisores são geralmente conhecidos apenas pelos editores, seria de responsabilidade deles pesquisar os nomes dos revisores para se certificar de que eles fossem especialistas legítimos em suas áreas, o problema é que esses revisores falsos não teriam uma identificação Orcid. Portanto, a Orcid é útil principalmente na prevenção de associação equivocada de práticas academicamente antiéticas com os pesquisadores errados.

Doutorado em Ciências do Ambiente
25 anos de experiência em Pesquisa e Técnica de escrita, Estados Unidos


É provável que o seu uso seja bem limitado até que seja amplamente implementado.

orchid-2

A Orcid será uma ferramenta muito útil para pesquisadores no mundo todo. Será particularmente útil para a identificação de pesquisadores específicos com nomes e iniciais muito comuns, como Smith, Wu, Yan, Cohen e Wei. Ela também facilitará a identificação de nomes e sobrenomes em culturas (como a oriental e ocidental), que tendem a usar convenções diferentes. No entanto, a implementação da Orcid pode, digamos, ser problemática e é provável que o seu uso seja bem limitado até que seja amplamente implementado. Por exemplo, é importante que todas as revistas em todo o mundo abracem a tecnologia para que os usuários possam ter certeza de poder identificar corretamente um indivíduo e/ou todos os estudos desejados. Nos Estados Unidos, os pesquisadores na academia já têm os identificadores eRA Commons para bolsas do NIH e será interessante ver como esses identificadores irão se relacionar com a Orcid.

Doutorado em Biologia Celular e Molecular
10 anos de experiência em Experiência em Ciência da Edição, Estados Unidos


É um passo importante construir um histórico mais organizado de publicação científica e oferece para cada autor a possibilidade de construir um perfil único e duradouro.

orchid-3

Ainda me lembro de minha grande surpresa como pesquisador em química computacional na UCL, ao descobrir que eu tinha 20 publicações, de acordo com o WoK, apesar de eu ter publicado apenas 8 trabalhos!

Inicialmente, eu recebi isso com um pouco de orgulho, mas que durou apenas por um segundo. Depois, o orgulho deu lugar a uma frustração, quando percebi que ter autores homônimos não ajuda em nada a vida dos cientistas na obtenção de bibliografia.

Apesar das informações precisas necessárias de sobrenome e iniciais, uma simples pesquisa pelo nome dos autores no WoK pode levar a uma longa lista de obras, que vão desde a biologia até a geofísica.

Eu também experimentei um outro problema enquanto tentava rastrear as obras de minha supervisora em modelagem de materiais, voltando a uma época em que ela ainda não era casada. Levei muito tempo para encontrar seus artigos o que só foi possível porque ela me informou o seu antigo sobrenome.

A possibilidade de ter uma identificação associada a autorias individuais, oferecida pela plataforma Orcid, é um passo importante para construir um histórico mais organizado de publicações científicas.

A natureza de código aberto também garante um fácil acesso para as pessoas da comunidade científica e da mídia, uma parte importante da cultura científica que ajuda a pesquisa científica a atingir o público.

Patrocinado e adotado por instituições e entidades beneficentes líderes globais, como a Nature Publishing Group e a Wellcome Trust, a Orcid oferece a cada pesquisador a possibilidade de construir um perfil único e duradouro, dentro de uma estrutura que garante a manutenção dos direitos autorais. Além disso, ela também oferece aos pesquisadores e instituições a oportunidade de terem fontes de acesso aberto.

Doutorado em Química
7 anos de experiência em Ciência da Comunicação e Edição, Reino Unido


Uma plataforma muito necessária… se não forem associadas todas as atividades de produção e os pesquisadores às suas respectivas Orcids, esta plataforma poderá tornar-se um mero aborrecimento administrativo.

orchid-4

O identificador único de pesquisa Orcid oferece uma plataforma muito necessária para conectar pesquisadores individuais à sua produção, individualizando pesquisadores com nomes semelhantes. Editores, centros de pesquisa, estudantes e pesquisadores podem vincular suas atividades a identificadores individuais.

O desafio aqui vem da necessidade de reforçar o uso destes identificadores para torná-los úteis para os acadêmicos. Se não forem associadas todas as atividades de produção e os pesquisadores às suas respectivas identificações Orcids, esta plataforma poderá tornar-se um mero aborrecimento administrativo. Atualmente, algumas das principais editoras de pesquisas já impõem o fornecimento de um identificador Orcid na aceitação de um trabalho para publicação; no entanto, isso ainda não é uma realidade para o crescente número de editoras científicas em todo o mundo. Diferentes universidades também desenvolveram métodos distintos de indexação para medir a produção acadêmica do pessoal e os índices de produção variam entre as agências de financiamento, dificultando que a Orcid se torne uma ferramenta universal que rastreie, avalie e divulgue os trabalhos de pesquisa, como ela se propõe a fazer.

A Orcid é uma primeira tentativa de desenvolver uma ferramenta universal que dê crédito a trabalhos individuais, e a sua adoção por grandes editoras com certeza ajudará na ampliação de seu uso daqui para a frente. No entanto, muito trabalho ainda é necessário para garantir que os pesquisadores e as instituições acadêmicas, de fato, se beneficiem desta iniciativa.

Doutorado em Biologia
12 anos de experiênica em Ciência da Edição, Reino Unido


É altamente efetiva para introduzir o sistema de numeração para os nomes de autores… China e Coreia têm a menor variação de nomes de família em todo o mundo, com cerca de 4.100 e 250, respectivamente.

orchid-5

Uma das confusões com as quais muitos pesquisadores deparam frequentemente ao citar trabalhos, principalmente no caso daqueles com autores da Ásia Oriental, é que muitos deles têm exatamente os mesmos nomes e sobrenomes. Estatisticamente falando, China e Coreia têm a menor variação de nomes de família em todo o mundo, com cerca de 4.100 e 250, respectivamente. No caso da Coreia, 21,6% dos seus cidadãos têm o nome de família “Kim”, seguidos por “Lee” com 14,8%, “Park” com 8,5%, e assim por diante. Quanto aos nomes de família chineses, existem 7,25% de “Wang”, 7,19% de “Lee”, seguidos por “Zhang” ou “Chang”. No outro extremo, os países que têm a maior variação de nomes de família são os Estados Unidos (1,5 milhões) e Itália (350 mil), seguido por Japão (300 mil).

Como visto acima, em caso de referência a trabalhos acadêmicos produzidos por pesquisadores dessas duas nações orientais em particular (China e Coréia), é altamente efetivo introduzir-se um sistema de numeração como a Orcid para os nomes dos autores, a fim de evitar confusão e tornar o trabalho de citação menos demorado. Mesmo que os pesquisadores não sejam dessas duas nações, é possível que diferentes autores tenham nomes idênticos. Por exemplo, certos nomes japoneses podem ter a mesma pronúncia, mas muitas vezes o Kanji usado para eles pode ser diferente.

Em conclusão, a Orcid ou os sistemas ISNI são mais lógicos e científicos, e devem ser promovidos ainda mais como um padrão do setor.

MS em Tecnologia da Informação   
11 anos de experiência em tradução de EN>JP, Japão


Orcid… aumentar a transparência, conectando as atividades de pesquisa e produção no sistema de identificação.

orchid-6

A conexão dos pesquisadores aos seus trabalhos pode apresentar desafios quando confrontada com vários formatos de pesquisa, sistemas internacionais de informação e nomes complexos. A Orcid (Identificação Aberta de Pesquisador e Colaborador) é um sistema que fornece a todo pesquisador o seu próprio código de 16 dígitos como um identificador único e fixo. Este código pessoal é utilizado para distinguir o trabalho de pesquisadores de diferentes disciplinas, instituições e países. Cada pesquisador passa a ter o seu próprio código de identificação o que torna mais simples encontrar as suas contribuições individuais, seja na forma de artigos, ensaios, patentes, etc. Além de simplificar o processo de inserção e recuperação de dados de identificação, a Orcid também aumenta a transparência, conectando as atividades de pesquisa e produção no sistema de identificação.

As organizações Orcid e o ISNI (International Standard Name Identifier) estão cooperando na tarefa de fornecer identificadores padronizados. O ISNI reservou um bloco de identificadores para a Orcid para evitar qualquer sobreposição nas atribuições de código. Embora a Orcid e o ISNI difiram em termos de dados mantidos, regras aplicadas, serviços oferecidos e comunidades atendidas, as duas organizações são semelhantes em seu objetivo de relacionar os autores a seus trabalhos de modo transparente.

Mestrado, Interdisciplinary Studies
6 anos de experiência em Pesquisa e Edição Acadêmica, Estados Unidos


Como uma ferramenta administrativa para a transmissão de informações dos autores entre organizações, um registro de identificadores únicos causará o avanço da precisão e da conveniência.

orchid-7

Durante o intercâmbio em conferências, o reconhecimento de nomes e rostos facilita a lembrança dos esforços pertinentes de pesquisa e a ambiguidade de nomes raramente é um problema. A pesquisa posterior da literatura e citações também não são suscetíveis de ambiguidades ou reconhecimentos equivocados, porque os nomes dos autores estão sempre associados com a identificação de informações tais como nacionalidade, instituição e endereço de email. No entanto, como uma ferramenta administrativa para a transmissão de informações dos autores entre organizações, um registro de identificadores únicos causará o avanço da precisão e da conveniência. Além disso, o acesso a informações completas do autor pode garantir a transparência da subvenção, patente e submissão de artigos, impedindo a omissão de interesses conflitantes. No entanto, como um banco de dados de portfólios completos de pesquisa, a Orcid pode divulgar principalmente as realizações do pesquisador, apenas agindo como auxilio deliberadamente completo para redes profissionais de mídia como o LinkedIn.

Doutorado, especialização Câncer
12 anos de experiência em Ciência da Escrita na área Médica, Austrália

Anterior
Como evitar problemas éticos em sua pesquisa?
Próximo
Como se preparar para uma entrevista acadêmica?

Escreva seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *