Pesquisa-ação participante porque utilizar ou não

projeto_comunitarioEmbora o imaginário mais comum do fazer científico muitas vezes esteja associado ao pesquisador erudito que passa muitas horas entre leituras ou testes de laboratório, muitas outras formas de pesquisa demandam uma interação mais intensa com o objeto pesquisado, particularmente se este objeto envolver comunidades humanas específicas. Alguns destes trabalhos encaixam-se na classificação de pesquisa-ação participante.

A pesquisa-ação participante (PAP) foca na solução prática de problemas ao invés de investir esforços apenas em sua investigação. Neste contexto, a noção de “participação” enfatiza o direto envolvimento e colaboração das pessoas que fazem parte da comunidade pesquisada.

A comunidade de interesse

Tido como criador do mérito em 1946, Kurt Lewin defendia a importância da prática social no fazer do pesquisador e, segundo … [Continue Lendo]

Pesquisa Qualitativa: Quando utilizar?

estudo-indiosPesquisar grupos humanos é uma tarefa árdua para acadêmicos se comparada aos métodos de pesquisas mais precisos utilizados nas ciências naturais. Nas ciências naturais pode-se usar os métodos quantitativos para pesquisar a ocorrência de fatos, enquanto nas ciências sociais tais métodos, se aplicados isoladamente, muitas vezes não dão conta dos objetivos da pesquisa por não oferecem a análise das condições do contexto de produção destes dados. Para estes casos, aplicam-se as vantagens da pesquisa qualitativa, que permitem uma compreensão mais abrangente da dinâmica de diferentes grupos humanos.

Um método indutivo

Métodos qualitativos são indutivos e não dedutivos. Na análise qualitativa não há obrigação de manipular variáveis e de transformar dados numéricos em estatísticas aplicáveis à pesquisa; o foco aqui está … [Continue Lendo]