Royal Society lança novo periódico de livre acesso

07 July 2014  |  Postado em Mundo Editorial Científico, Notícias, Produção Científica Mundial   |  Sem Comentário  |  Faça um Comentário

Royal Society Open SourceNum cenário cada vez menos favorável à influência do capital nos processos editorais de periódicos e à prevalência do fator de impacto (índice que avalia e hierarquiza periódicos de acordo ao número total de citações que receberam em determinado período), uma das alternativas mais exaltadas a este contexto são os periódicos de livre acesso e estes ganharam em 2014 um aliado de peso: o Royal Society Open Science. O presidente desta tradicional e prestigiada sociedade científica britânica, Sir Paul Nurse, anunciou a novidade defendendo as publicações de livre acesso como uma evolução dos modelos de publicação e afirmando que o Royal Society Open Science reforça o compromisso da Royal Society de publicar trabalhos que beneficiem a ciência e a humanidade.

A publicação, que cobre as áreas de Ciências Biológicas, Ciências Físicas, Matemática, Engenharia e Ciência da Computação, foi anunciada no site da instituição através de uma nota sucinta, porém que demonstra suas ambições arrojadas no atual cenário acadêmico internacional. Segundo a nota, o Royal Society Open Science se propõe a publicar todo trabalho de alta qualidade que receber, sem impor aos mesmos restrições feitas pelas publicações tradicionais, como extensão do artigo e impacto da proposta.

Alguns aspectos distintivos da publicação são:

  • Revisão por pares objetiva, com a publicação de todos os artigos de caráter científico, deixando qualquer julgamento sobre importância ou potencial de impacto sobre o material para o leitor.
  • Oferecerá como opção revisão por pares de livre acesso.
  • Cada artigo terá um conjunto de métricas para medir seu nível e incentivar comentários pós-publicação.
  • A equipe editorial será composta inteiramente por cientistas ativos e de acordo à expertise da Royal Society.
  • Além das submissões diretas, o periódico também aceitará artigos indicados por outras publicações da Royal Society.

Outro diferencial do Royal Society Open Science se refere às taxas de publicação cobradas, aspecto que tem sido muito questionado no contexto acadêmico atual. A submissão ao Royal Society Open Science é gratuita e todos os pesquisadores que submeterem artigos terão seus trabalhos avaliados através do método de revisão por pares. Os autores deverão pagar uma taxa apenas caso o artigo seja aprovado para publicação.

Diante das críticas que têm sido feitas à monetarização dos periódicos, que levaria a distorções editorais como a aprovação de trabalhos de qualidade duvidosa para a coleta da taxa de submissão, o Royal Society Open Science oferece uma interessante modelo que une sua respeitada expertise com o foco na revisão por pares para garantir maior visibilidade e acesso a publicações que têm de fato contribuições importantes a dar à ciência. E isso inclui trabalhos voltados a temas que não estejam em voga ou enfoques pouco privilegiados, como aqueles que apresentam resultados de pesquisa negativos. Assumindo este compromisso publicamente, o Royal Society Open Science também se coloca na contramão de distorções editoriais provocadas pelo fator de impacto, uma vez que muitas publicações privilegiam trabalhos que gerarão mais citações para si em detrimento da relevância da contribuição dos mesmos. Por fim, o periódico também oferece uma resposta a quem critica o modelo de publicação de livre acesso temendo a perda do rigor da avaliação, ao garantir a publicação de todo trabalho de alta qualidade, sendo que estes passarão pela revisão de pesquisadores com critérios que estejam de acordo à expertise da renomada sociedade.

Aos que se interessaram pelo potencial da publicação, a chamada para trabalhos para primeira edição foi aberta no dia 22 de maio e esta deve ser lançada em setembro de 2014, com o atrativo que os primeiros a submeterem trabalhos estarão isentos das taxas de processamento e publicação. Para saber como publicar, basta acessar a página de submissão do Royal Society Open Science.

Anterior
Os benefícios de publicar pesquisas de graduandos em periódicos
Próximo
Tradução automática versus tradução humana: dá para compará-las?

Escreva seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *