Os benefícios de aprender um segundo idioma

28 July 2017  |  Postado em Mundo Editorial Científico   |  Sem Comentário  |  Faça um Comentário

Os países possuem diferentes prioridades quando se trata do ensino de um segundo idioma. Nos Estados Unidos, os recursos destinados ao ensino público diminuem a cada ano e são investidos no aprendizado de línguas.

O continente europeu costuma investir no ensino de idiomas estrangeiros, possivelmente devido à variedade de linguagens entre os países.

O Brasil ainda patina nesse aspecto. Apesar de o ensino desse idioma fazer parte da grade escolar, os alunos têm desempenhos ruins em exames de proficiência e raramente sabem se comunicar. Os estudantes com maior fluência costumam ser os que frequentaram aulas particulares.

Habilidades analíticas

Por meio de uma educação bilíngue, crianças podem aprender a priorizar e a planejar atividades com mais facilidade.

Além disso, há estudos que relacionam o aprendizado de um segundo idioma ao aumento da capacidade de concentração e na resolução de problemas.

Saúde

Alguns estudos já demonstraram que o conhecimento de um segundo idioma ajuda também na manutenção da saúde mental. O aprendizado constante somado a fatores como socialização, alimentação balanceada e exercício físico podem evitar ou retardar o aparecimento de uma série de doenças.

Como diferentes sociedades enxergam o ensino de idiomas

Apesar desses indicativos, as escolas americanas reduziram o estudo de línguas estrangeiras e a cada dia menos estudantes mostram interesse nessas matérias – atualmente, apenas 7% dos estudantes universitários frequentam um curso do tipo.

Os americanos não acreditam nas vantagens de uma educação bilíngue e para muitos aprender outro idioma não só é considerado desnecessário, como pode ser visto como algo negativo. Apesar de possuir muitas falhas no ensino de línguas estrangeiras, o Brasil apresenta uma postura mais receptiva em relação a diferentes culturas. Talvez seja o momento de ultrapassar esse aspecto e começar a enxergar o aprendizado de outros idiomas como algo essencial para o desenvolvimento científico e econômico do país.

Uma educação que investe no ensino de outros idiomas ultrapassa a satisfação pessoal, é uma estratégia de desenvolvimento nacional que se fortalece por meio de uma maior interação cultural e com o aumento da participação  em outros mercados.

Anterior
Incentivo à pesquisa científica brasileira
Próximo
Como o Sci-Hub está afetando a indústria de publicação acadêmica?

Escreva seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *