Como avaliar periódicos usando o Immediacy Index

15 August 2014  |  Postado em Fator de Impacto, Mundo Editorial Científico, Quer Publicar? O que devo saber?   |  Sem Comentário  |  Faça um Comentário

Immediacy Index Há muitas formas de avaliar a qualidade de periódicos científicos. No contexto internacional, isso geralmente é feito por índices de caráter quantitativo, sendo o mais difundido e relevante deles o fator de impacto. O fator de impacto é seguido em relevância pelo immediacy index, ambos utilizam como base de dados os periódicos listados no Institute for Scientific Information e são publicados anualmente no Journal Citation Reports, do instituto Thomson Reuters.

Cálculo do Fator de Impacto

Obtém-se o fator de impacto do periódico num dado ano dividindo-se o número total de citações que ele recebeu nos dois anos precedentes pelo número total de artigos científicos que publicou no mesmo período. Logo, se o fator de impacto de um periódico em 2013 é 3, isso significa que, em média, os artigos nele publicados em 2011 e 2012 foram citados 3 vezes.

Uma das principais ressalvas em relação ao fator de impacto é que este índice, apesar de não determinar o impacto de artigos científicos isoladamente ou da produção individual de um pesquisador, é amplamente usado para hierarquizar a qualidade dos trabalhos publicados por pesquisadores, inclusive em contextos de promoção profissional e editais para concorrência a fundos de pesquisa.

Cálculo do Immediacy Index

O immediacy index calcula a média de vezes que artigos científicos foram citados no ano em que foram publicados. Obtém-se o immediacy index dividindo-se o número de vezes que artigos científicos publicados num periódico num dado ano foram citados pelo número de artigos que este periódico publicou no mesmo ano. Já o aggregate immediacy index propõe o mesmo cálculo, só que tomando como base artigos científicos publicados sobre determinado assunto ao invés de artigos publicados em determinado periódico.

Como o nome já indica, o immediacy index calcula a rapidez com a qual artigos científicos são citados, uma vez que toma como base de referência para cálculo apenas o ano de publicação. Consequentemente, periódicos que publicam com maior frequência anual e mais regulariade tendem a ter maior immediacy index. Já periódicos que publicam apenas nos últimos meses do ano tendem a ter índices menores porque diminuem as chances de que seus artigos sejam citados no mesmo ano em que foram publicados.

Immediacy Index versus Fator de Impacto

As ressalvas em relação ao immediacy index nos levam a concluir que este índice é específico à análise de rápida viralização de tendências acadêmicas, por assim dizer, tanto que seu desdobramento – a versão aggregate – se propõe a analisar a rapidez da viralização de assuntos específicos. Tomando como base um recorte temporal de dois anos, o fator de impacto permite uma avaliação menos imediatista do impacto dos artigos científicos publicados pelos periódicos neste intervalo de tempo, embora índices mais recentes já proponham períodos de análise mais longos (de até cinco anos), para assim permitir uma avaliação que vá além de tendências momentâneas.

A maior crítica que se pode fazer a estes índices que analisam períodos curtos de influência dos artigos científicos publicados em periódicos é a falta de capacidiade de avaliar o impacto dos trabalhos a médio e longo prazo, incentivando a exploração de tendências passageiras que seriam equivalentes a “modismos” no meio científico. A situação se agrava ainda mais no atual contexto, dado o fato que o fator de impacto e o immediacy index são os mais difundisos índices de avaliação de periódicos nos dias de hoje. Isso induz a distorções no processo de produção e divulgação do conhecimento científico, visto que periódicos passam a preferir artigos que tenham maior potencial para gerar citações (indepentende da real relevância do material apresentado) e pesquisadores passam a explorar tópicos que estejam mais em voga para terem maiores chances de publicação (independente do potencial de desdobramento da pesquisa a longo prazo).

Anterior
Por que instituições de saúde lançam seus próprios periódicos médicos?
Próximo
Por que o SCImago Journal Rank é importante?

Escreva seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *