Financiamento do projeto de pesquisa rejeitado. E agora?

dinheiro-pesquisaTer um pedido de financiamento de um projeto de pesquisa rejeitado não é algo fácil de lidar. Essa situação traz consigo um sentimento de frustração e de fracasso que é compreensível, principalmente se esta for a primeira resposta negativa da sua carreira.

No entanto, ficar com raiva de si mesmo ou de quem avaliou a sua proposta é contra produtivo, pois o seu objetivo é ter o seu projeto aprovado. Por isso, aqui vão algumas sugestões sobre como avaliar a situação e garantir o financiamento do seu projeto de pesquisa científica.

Assuma a responsabilidade

Colocar a culpa nos outros não vai te ajudar a conseguir o financiamento do seu projeto de pesquisa. Até porque é justamente desses outros de que você mais precisa, no caso, da organização financiadora que você escolheu, seja ela pública ou privada.

Controlar como e por quem o seu projeto será avaliado está completamente fora do seu alcance. Porém, é importante aceitar a opinião e respeitar a equipe envolvida no processo, pois esta é formada por profissionais e acadêmicos com experiência no que fazem – alguns podem, inclusive, ter um currículo muito mais extenso do que o seu.

Lembre-se de que o seu projeto pode ter sido recusado, simplesmente, por uma questão de opinião e não de mérito. Isso significa dizer que há sempre a possibilidade de reverter o quadro, da seguinte forma:

  • Identificando o que estava faltando no seu projeto de pesquisa;
  • Fazendo as adaptações necessárias;
  • Preparando uma apresentação correta de argumentos e fatos.

Peça avaliação e feedback

Apesar de boa parte das instituições financiadoras não explicarem de forma detalhada o motivo da rejeição de um projeto, isso não impede que você entre em contato com elas e peça maiores informações sobre o ocorrido. E, quando for fazer isso, você só precisará seguir dois passos:

  • Escreva ou mande um e-mail para a instituição solicitando feedback sobre o motivo do seu pedido pelo qual seu financiamento foi rejeitado. Deixe claro que o seu objetivo é tornar o seu projeto ainda melhor e não discutir quem tem razão.
  • Caso a resposta seja insatisfatória, incompleta ou negativa, tente contato direto com o responsável pela avaliação dos projetos, e busque por detalhes mais concretos.

Se você perceber que houve algum erro ou mal-entendido durante a avaliação do seu projeto, preste esclarecimentos de forma educada e profissional. Tenha em mente que foi você quem escreveu a proposta e é, por isso, o único responsável pela forma como esta foi interpretada.

Aprenda com os seus erros

Agora que você já entendeu o que houve, é hora de seguir em frente e tentar novamente. Nada de perder tempo sentindo culpa ou tristeza, apenas prepare-se melhor desta vez, e mantenha-se vigilante para não repetir o erro (ou cometer outros) quando de uma nova submissão do projeto.

Faça as alterações sugeridas pelo avaliador, mesmo que estas pareçam irrelevantes para você. Muitas vezes, mudanças são necessárias apenas por uma questão de adequação a um modelo específico ou a pré-requisitos que precisam ser atendidos, e a sua flexibilidade neste ponto não irá prejudicar em nada a qualidade da sua pesquisa.

E não se intimide com a possibilidade de ter que tentar três ou mais vezes até conseguir o tão sonhado financiamento de pesquisa. O número de pedidos de recursos financeiros que chegam a instituições como Capes e CNPq é sempre muito maior do que a limitada verba disponível para pesquisa científica no Brasil, e o seu projeto pode ser aprovado em uma futura oportunidade.

Anterior
Como ficar atualizado para revisão de bibliografia
Próximo
Pesquisa pura versus Pesquisa aplicada

Escreva seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *