Como escrever uma proposta para conferência

acordoA maioria das conferências recebe mais propostas do que é possível encaixar em seu cronograma de apresentações, então é preciso se esforçar para que sua proposta se destaque e seja aceita dentre muitas outras. Mas como garantir isso? Obviamente que você terá muito mais chances de ter sua proposta aceita caso seu trabalho esteja alinhado ao recorte temático e abordagem da conferência, mas considerando-se que este pré-requisito básico tenha sido cumprido, é preciso então montar sua proposta de modo que ela seja clara, concisa e persuasiva, realçando os pontos positivos de seu trabalho de modo a aumentar suas chances de compor o programa da conferência. Confira adiante um breve guia de 3 partes para montar uma proposta com reais possibilidades de ser bem-sucedida.

PARTE 1 – Introdução

  • Escolha um título descritivo.  Um título que explicite sobre o que fala sua apresentação é fundamental para atrair atenção para seu trabalho e ao mesmo tempo demonstrar que ele é pertinente ao tema da conferência, por isso, pense num título que atenda a estes pré-requisitos.
  • Deixe claro que sua proposta está adequada ao tema da conferência.  Para que não fiquem dúvidas quanto a isso, tente explorar em suas palavras-chave e em seu título palavras-chave relacionadas ao tema do evento e ou usadas na chamada para trabalhos da conferência.
  • Introduza seu tema relacionando-o a debates atuais. Esta é uma ótima forma de demonstrar a atualidade e relevância de seu trabalho, atraindo atenção para sua proposta.

PARTE 2 – Argumentação

  • Esmiúce sua pesquisa. É nesta parte que você deve promover sua tese. Comece explicando como seu trabalho aborda as questões que se propõe a tratar.
  • Explique porque sua questão central é relevante. Contextualize seu problema num quadro maior de reflexões e demonstre de que modo ele procura responder questões atuais e relevantes em sua área.
  • Enfatize os pontos mais relevantes de seu trabalho. Numa apresentação oral de 15-20 minutos (tempo geralmente oferecido a expositores para falar em conferências), é muito provável que você só tenha tempo para abordar de três a quatro aspectos relevantes de seu trabalho. Pense quais pontos mais relevantes seriam esses e discorra sobre eles na parte da argumentação de sua proposta para conduzir às conclusões de sua pesquisa.
  • Detalhe brevemente sua tese e metodologia. Este ponto é importante para aprofundar os detalhes de sua abordagem e demonstrar de que modo você conduz sua pesquisa para sustentar sua tese principal e as conclusões às quais chegou.

PARTE 3 – Conclusão

  • Destaque suas principais conclusões. Resuma concisamente as evidências reunidas e as conclusões às quais você chegou e que considera mais relevantes, ligando-as aos pontos enfatizados na parte da argumentação.
  • Despedida estratégica. Encerre sua proposta enfatizando a importante contribuição e impacto de sua pesquisa e a contribuição dada por suas conclusões à área temática do evento.

Algumas últimas dicas: evite jargões em seu texto e explore o espaço oferecido para destacar os pontos altos e diferenciais de sua pesquisa; confira dados como título do trabalho, nome do autor(es) e referências bibliográficas antes de entregar; se estiver falando sobre um assunto muito específico e com terminologia particular, ou para uma plateia multidisciplinar, forneça definições e informações contextuais em seu texto quando preciso. Por fim, antes de submeter sua proposta, releia-a com atenção e, se possível, peça a um colega que faça uma última revisão para verificar como um leitor externo assimilará seu texto. E se mesmo depois de todos esses cuidados sua proposta for rejeitada, entre em contato com o comitê de organização do evento e peça por um feedback para esclarecer suas dúvidas sobre o declínio de sua proposta.

Anterior
Como lidar com perguntas em conferências
Próximo
Como se adaptar aos diferentes estilos de aprendizagem de sua plateia

Escreva seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *