6 elementos fundamentais para uma tradução de qualidade

post_it_picQualidade é uma palavra muito relativa. Um serviço de qualidade para uns pode não ter o mesmo apreço por outros. Em termos de serviço, tudo vai depender do ramo em questão e da aplicabilidade.
Agora falando especificamente a respeito de serviços de traduções, quando é possível dizer que há qualidade?
Considerando documentos destinados a publicações – tais como as acadêmicas, científicas, empresariais e públicas – ou a qualquer outro fim que exija formalidade, pode-se dizer que a qualidade da tradução está diretamente relacionada a esses 6 elementos:

1.Prazo: a agência cumpriu com o prazo definido?

Logicamente, esse é o critério mais básico. A demora excessiva que extrapola os prazos torna o documento final ineficaz ou, até mesmo, inútil. Por outro lado, é importante considerar que traduções muito rápidas geralmente não recebem o devido cuidado e acabam não sendo realizadas da melhor forma possível.

2.Fluência: o tradutor é nativo?

Não adianta argumentar, a verdade é que há enormes diferenças entre o tradutor nativo e o que é apenas fluente no idioma desejado. Os nativos saberão como ninguém as melhores expressões a serem escolhidas, as diferenças entre os sinônimos e, o mais importante, o primeiro impacto que cada palavra causará no leitor.

3.Competência: o tradutor possui formação e experiência relevante?

Não há como comparar um tradutor com experiência e formado com outro que não possua tais qualificações. A formação ensina técnicas comprovadamente eficazes que o profissional talvez nunca aprenderia sozinho. A experiência, por outro lado, faz com que o tradutor crie naturalmente um banco de dados com expressões eficientemente traduzidas, além de desenvolver maiores habilidades no relacionamento com o cliente.

4.Especialização: o tradutor possui conhecimentos específicos sobre o assunto do documento a ser traduzido?

A especialização faz toda a diferença, principalmente em textos técnicos. Imagine, por exemplo, se o texto em questão envolve assuntos complexos na área médica ou de engenharia. Um leigo nessas áreas certamente terá bastante dificuldade para encontrar os termos mais utilizados, o que pode comprometer a qualidade da tradução.

5.Revisão: a tradução foi revisada por uma segunda ou até terceira pessoa?

Errar é humano e é difícil reconhecer os próprios erros. Essa frase, por si só, já justifica a necessidade de incluir uma segunda pessoa para revisar o documento traduzido. Para garantir níveis dignos de perfeição, no entanto, algumas empresas incluem uma terceira pessoa (editor nativo), especialista no tema em questão. Esse é o caso da Tradução Acadêmica e Científica da Ulatus, por exemplo.

6.Adequação às necessidades específicas: a tradução ficou do jeito que eu queria?

Essa parte é mais com você do que com o tradutor. O cliente tem uma participação fundamental no processo de tradução. Ele precisa determinar claramente quem é o público alvo, onde e quando o texto traduzido será utilizado e quais são os objetivos esperados. Com essas informações em mãos, os tradutores poderão trabalhar de uma forma muito mais direcionada.

O cliente também precisa garantir que o texto original foi preparado com antecedência suficiente, que está bem escrito e em condições adequadas para compreensão – caso seja um documento impresso ou manuscrito.

Pode-se concluir, então, que uma tradução de qualidade está diretamente relacionada à escolha de uma empresa de tradução bem preparada e à colaboração do cliente para com os tradutores. Pense nisso quando for contratar o seu próximo serviço tradução!

Anterior
Entenda por que doutorandos não devem escolher um tema de pesquisa muito amplo
Próximo
Quais são os efeitos da má conduta acadêmica na carreira de um autor?

One thought on “6 elementos fundamentais para uma tradução de qualidade

  1. I just ought to tell you which you have written an exceptional and distinctive post that I really enjoyed reading. Im fascinated by how nicely you laid out your material and presented your views. Thank you. dddbcbkdeaaa

Escreva seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *